Manchas escuras na pele

publicidade

As manchas escuras na pele podem surgir desde a nascença, sendo conhecidas como sinais, e nesses casos não representam qualquer problema de saúde. No entanto, existem outros tipos de manchas escuras que podem surgir na pele ao longo da vida devido à exposição a fatores de rico, como raios solares, e podem indicar vários tipos de problemas, desde alergia, infecções ou, até, câncer.

Assim, é importante estar atento a qualquer tipo de mancha escura que apareça na pele e que não estava presente desde o nascimento, pois caso aumente ao longo do tempo, mude de forma ou altere qualquer característica, deve ser avaliada por um dermatologista para identificar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Porém, para evitar o surgimento de manchas escuras na pele, os cuidados mais importantes incluem fazer a higiene diária da pele, aplicar protetor solar com grau de proteção alto e evitar a exposição solar excessiva.

Embora as manchas sejam mais comuns nos adultos, também podem surgir no bebê, veja as principais causas: O que pode ser manchas vermelhas no bebê.

Como tratar as manchas escuras na pele

Para tratar as manchas escuras na pele é preciso consultar um dermatologista para identificar o tipo específico de mancha e iniciar o tratamento adequado. No entanto, em casa é possível tentar identificar as manchas através de algumas características como cor, forma ou local onde surge, por exemplo.

1. Mancha senil

É o tipo de mancha escura mais frequente no rosto, braços ou pernas e surge devido à exposição solar ao longo dos anos, sendo, por isso, comum após os 40 anos de idade. Normalmente, este tipo de manchas pode tornar-se mais escuro ao longo dos anos, caso não se proteja a pele diariamente com protetor solar.

Como tratar: a esfoliação da pele feita 2 vezes por semana pode ajudar a retirar as manchas mais claras e superficiais, no entanto, é necessário tratamentos feitos pelo dermatologista para remover as mais escuras.

2. Melasma

O melasma é um tipo de mancha escura na pele do rosto que se desenvolve após períodos prolongados de exposição solar e, por isso, também pode surgir após uma queimadura solar, por exemplo. Além disso, o melasma também é muito comum durante a gravidez devido às alterações hormonais, no entanto, nestes casos é conhecido como cloasma.

Como tratar: aplicar diariamente protetor solar na pele com fator de proteção mínimo de 30, evitar a exposição prolongada ao sol durante as horas de maior calor.

3. Ceratose seborreica

A ceratose seborreica é um tipo de sinal alto e escuro que surge na pele devido ao processo natural de envelhecimento e que, normalmente, é benigno, não apresentando qualquer tipo de perigo para a saúde.

Como tratar: devem ser sempre avaliados por um dermatologista para despistar câncer de pele, uma vez que podem ser confundidos. Geralmente, não é necessário tratamento, mas o médico pode utilizar uma pequena cirurgia para retirar o sinal.

4. Hiperpigmentação pós-inflamatória

Este tipo de mancha escura surge após lesões na pele e, por isso, são muito frequentes nas regiões do corpo que sofreram psoríase, queimaduras, acne ou que foram sujeitas a tratamentos agressivos para a pele.

Como tratar: as manchas mais claras podem ser atenuadas com um peeling superficial, porém, as manchas mais escuras só podem ser clareadas com cremes despigmentantes, como óleo de rosa mosqueta, receitados pelo médico. Veja como fazer o peeling: Peeling químico.

5. Acantose nigricans

É um tipo de manchas escuras na pele que aparece principalmente ao redor do pescoço e nas dobras cutâneas, sendo provocada pelo uso de antidiabéticos orais ou algumas alterações hormonais como hipotireoidismo,ovários policísticos e diabetes, por exemplo.

Como tratar: para clarear a pele pode-se realizar uma esfoliação com sabonete líquido e açúcar 1 vez por semana, mas emagrecer e praticar exercícios físicos são muito importantes para o sucesso do tratamento.

6. Câncer de pele

Normalmente, o câncer de pele aparece como uma pequena mancha escura que vai crescendo ao longo do tempo, apresentando várias cores e forma irregular, por exemplo. Veja como identificar em: Sinais de câncer de pele.

Como tratar: é aconselhado consultar o mais rápido possível um dermatologista para iniciar o tratamento adequado e ter maiores chances de cura.

Todos os cuidados ajudam a clarear as manchas escuras na pele em casa. No entanto, devem ser sempre feitos sob orientação de um dermatologista. Além disso, quando as manchas não diminuem após 1 mês de tratamento é aconselhável voltar ao médico para fazer uma nova avaliação e iniciar o tratamento adequado.

Se não identificou sua mancha, veja outras causas em:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade