O que pode causar câncer linfático

PUBLICIDADE

Embora seja conhecida a alteração que ocorre nas células para provocar o câncer linfático, ainda não foi possível identificar uma causa específica, sendo que a maioria dos casos deste tipo de câncer acontecem espontâneamente e sem razão aparente. Porém, existem alguns fatores, como histórico familiar ou doenças autoimunes, que aumentam o risco de desenvolver este tipo de câncer.

PUBLICIDADE

O câncer linfático ou linfoma é uma doença que provoca o desenvolvimento excessivo das células de defesa do organismo, conhecidas como linfócitos. Geralmente, estas células são criadas e armazenadas pelo sistema linfático para serem utilizadas em casos de infecções, como gripes e resfriados ou, até mesmo para combater outros tipos de câncer.

No entanto, nos casos de linfoma, as células de defesa sofrem uma alteração e, por isso, começam a se multiplicar muito rápido ou deixam de ser destruídas, se acumulando em excesso e começando a provocar tumores que podem afetar algumas ínguas e outros órgãos do sistema linfático, como o baço ou o timo, por exemplo.

Sistema linfáticoSistema linfático

Principais fatores de risco

Alguns fatores de risco que estão ligados ao desenvolvimento de câncer linfático incluem:

  • Ter feito um transplante de órgãos;
  • Estar infectado com HIV;
  • Ter um doença autoimune como Lúpus ou Síndrome de Sjögren;
  • Sofrer um infecção pelos vírus Epstein-Barr ou HTLV-1;
  • Ter histórico da doença na família.

Embora o histórico familiar aumente o risco de desenvolver a doença, ela não passa de pais para filhos e também não é contagiosa.

Entenda quais os principais sinais deste tipo de câncer.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE