O que fazer para conviver com a alergia ao pólen

Para conviver com a alergia ao pólen deve-se evitar abrir as janelas e portas de casa e não frequentar jardins ou secar roupa ao ar livre, porque as chances de ter uma reação alérgica são maiores.

A alergia ao pólen é um tipo de alergia respiratória muito comum que se manifesta principalmente na primavera causando sintomas como tosse seca, especialmente durante a noite, coceira nos olhos, garganta e nariz, por exemplo.

O pólen é uma pequena substância que algumas árvores e flores dispersam pelo ar, geralmente no início da manhã, no final da tarde e em alguns momentos em que o vento balança as folhas das árvores caem e atingem pessoas geneticamente predispostas.

Nestas pessoas quando o pólen entra nas vias respiratórias os anticorpos do corpo identificam o pólen como um agente invasor e reagem à sua presença gerando sintomas como vermelhidão nos olhos, coceira no nariz e nariz escorrendo, por exemplo.

O que fazer para conviver com a alergia ao pólen

Estratégias para evitar reações alérgicas

Para não desenvolver uma crise alérgica deve-se evitar o contato com o pólen, recorrendo a estratégias como:

  • Usar óculos de sol para diminuir o seu contato com os olhos;
  • Deixar as janelas de casa e as do carro fechadas no início da manhã e no final da tarde;
  • Deixar os casacos e sapatos logo na entrada de casa;
  • Evitar deixar as janelas de casa abertas nas horas em que os polens estão soltos pelo ar;
  • Evitar frequentar jardins ou locais com muito vento;
  • Não secar a roupa ao ar livre.

Em alguns casos é necessário tomar um anti-histamínico, como a desloratadina, no início da primavera para conseguir combater os sintomas da alergia.

Sintomas de alergia ao pólen

Os principais sintomas de alergia ao pólen incluem:

O que fazer para conviver com a alergia ao pólen

  • Tosse seca constante, principalmente na hora de dormir, que pode causar falta de ar;
  • Garganta seca;
  • Vermelhidão dos olhos e nariz;
  • Nariz pingando e olhos lacrimejando;
  • Espirros frequentes;
  • Coceira no nariz e nos olhos.

Os sintomas podem estar presentes por cerca de 3 meses, tornando-se incomodativo e geralmente, quem é alérgico ao pólen também tem alergia a pelo de animais e a também à poeira, e por isso devem evitar o seu contato.

Como saber se é alergia ao pólen

Teste de alergia na peleTeste de alergia na pele

Para se saber se tem alergia ao pólen deve-se ir no alergologista que faz exames específicos para detectar a alergia, que normalmente é realizado diretamente na pele. Além disso, o médico pode recomendar um exame de sangue para avaliar a quantidade de IgG e IgE, por exemplo.

Veja como o exame de alergia é realizado para confirmar sua suspeita.

Mais sobre este assunto: