Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Voriconazol

Voriconazol é a substância ativa de um medicamento antifúngico conhecido comercialmente como Vfend.

Esse medicamento de uso oral é injetável é indicado para o tratamento de aspergilose, uma vez que sua ação interfere com o ergosterol, uma substância essencial para a manutenção da integridade da membrana celular do fungo, que acaba enfraquecido e eliminado do organismo.

Indicações do Voriconazol

Aspergilose; infecção fúngica grave.

Preço do Voriconazol

A caixo de Voriconazol de 200 mg contendo uma ampola custa aproximadamente 1,200 reais, a caixa de uso oral de 200 mg contendo 14 comprimidos custa aproximadamente 5.000 reais.

Efeitos Colaterais do Voriconazol

Aumento da creatinina; distúrbios visuais (alteração ou aumento da percepção visual; visão borrada; alteração das cores da visão; sensibilidade à luz).

Contraindicações do Voriconazol

Gravidez Risco D; mulheres em fase de lactação; hipersensibilidade ao produto ou a outros azóis; intolerância à galactose; deficiência de lactase.

Modo de Uso do Voriconazol

Uso Injetável

Infusão intravenosa.

Adultos

  • Dose de ataque: 6 mg por kg de peso corporal cada 12 horas por 2 doses, seguida de dose de manutenção de 4 mg por kg de peso corporal cada 12 horas . Assim que possível (desde que o paciente tolere), passar para via oral. Se o paciente não tolerar, reduzir para 3 mg por kg de peso corporal cada 12 h.
  • Idosos: mesma dose de adultos.
  • Pacientes com insuficiência hepática leve à moderada: reduzir a dose de manutenção para a metade.
  • Pacientes com cirrose hepática grave: usar apenas se os benefícios forem maiores do que os riscos.
  • Crianças até 12 anos de idade: segurança e eficácia não estabelecidas.

Uso Oral  

Adultos

  • Com mais de 40 kg de peso: A dose de manutenção é de 200 mg a cada 12 horas, se a resposta não for adequada, a dose pode ser aumentada para 300 mg a cada 12 horas (se o paciente não tolerar, realizar incrementos de 50 mg a cada 12 horas).
  • Com menos 40 kg de peso: A dose de manutenção de 100 mg a cada 12 horas, se a resposta não for adequada, a dose pode ser aumentada para 150 mg para cada 12 horas (se o paciente não tolerar, reduzir para 100 mg cada 12 horas).
  • Pacientes com insuficiência hepática: pode ser necessária a redução da dose.
  • Idosos: mesmas doses de adultos.
  • Crianças até 12 anos de idade: segurança e eficácia não estabelecidas.
Mais sobre este assunto:


Carregando
...