Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Vanisto - Para que serve e como tomar

O Vanisto é um dispositivo com pó, para inalação por via oral, de brometo de umeclidínio, indicado para o tratamento da doença pulmonar obstrutiva crônica, também conhecida por DPOC, em que as vias aéreas ficam inflamadas e espessas, em geral devido ao tabagismo, sendo uma doença que se agrava lentamente.

Assim, o brometo de umeclidínio, que é a substância ativa de Vanisto, ajuda a dilatar as vias aéreas e facilita a entrada de ar nos pulmões, aliviando os sintomas de DPOC e reduzindo assim as dificuldades respiratórias.

Este remédio pode ser comprado em embalagens de 7 ou 30 doses, sendo que cada inalação contém uma dose de 62,5 mcg de umeclidínio.

Vanisto - Para que serve e como tomar

Preço

O preço de Vanisto varia entre 120 a 150 reais, dependendo da quantidade do medicamento.

Como tomar

O inalador que contém o medicamento, vem embalado numa bandeja selada com um saquinho anti-umidade, que não deve ser ingerido nem inalado.

Quando o dispositivo for retirado da bandeja, estará na posição fechada e não deverá ser aberto até ao momento em que será usado, pois sempre que se abre e fecha o dispositivo, a dose perde-se. A inalação deve ser feita da seguinte forma:

  1. Abrir a tampa no momento em que se vai fazer a inalação, sem agitar o inalador;
  2. Deslizar a tampa completamente para baixo até ouvir um clique;
  3. Segurando o inalador longe da boca, expirar o máximo que puder para que a inspiração seguinte seja mais eficaz;
  4. Colocar o bocal entre os lábios e fecha-los firmemente, com o cuidado de não bloquear a ventilação com os dedos;
  5. Fazer uma inspiração longa, constante e profunda pela boca, retendo o ar nos pulmão, por pelo menos 3 ou 4 segundos;
  6. Remover o inalador da boca e expirar lentamente;
  7. Fechar o inalador deslizando a tampa para cima até fechar o bocal.

Em adultos e idosos com menos de 65 anos, a dose recomendada é de uma inalação uma vez por dia. Em crianças com menos de 18 anos e idosos com mais de 65 anos, a dose deve ser ajustada pelo médico.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos adversos mais comuns do uso de Vanisto são alergia à substância ativa ou a algum dos seus componentes, alterações no paladar, infecções respiratórias frequentes, congestão nasal, tosse, dor de garganta, dor nas articulações, dor muscular, dor de dente, dor de estômago, aparecimento de hematomas na pele e batimento cardíaco acelerado ou irregular.

Caso ocorram sintomas como aperto no peito, tosse, chiado ou falta de ar logo após o uso de Vanisto, deve-se interromper imediatamente o uso, e avisar o médico o mais rápido possível.

Quem não deve tomar

O uso deste remédio é contraindicado em pessoas com alergia grave à proteína do leite, assim como em paciente que tenham alergia ao brometo de umeclidínio, ou a qualquer componente da fórmula.

Em casos em que se esteja a tomar outros medicamentos, ou caso a pessoa tenha problemas cardíacos, glaucoma, problemas de próstata, dificuldades em urinar, ou em casos de gravidez, deve-se informar o médico antes de tomar este medicamento.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...