Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Botox pode ajudar no tratamento de bebês com Microcefalia

Injeções de botox podem ser indicadas no tratamento de algumas crianças com microcefalia, porque diminui a rigidez dos músculos e melhora os reflexos naturais do corpo, facilitando assim as sessões de fisioterapia e o trato diário.

Geralmente as injeções de botox são indicadas quando a criança fica sempre com os músculos intensamente contraídos, involuntariamente, o que dificulta coisas simples como dar banho ou trocar a fralda, porque a perna do bebê não dobra, por exemplo. Sendo especialmente nesses casos que o neurologista pediátrico que acompanha o desenvolvimento do bebê pode aconselhar este tipo de tratamento.

Botox pode ajudar no tratamento de bebês com Microcefalia

Entenda o que é microcefalia e como ela afeta o desenvolvimento do bebê.

Benefícios do botox em caso de microcefalia

As crianças que nasceram com microcefalia e que utilizam o botox, de acordo com a indicação médica, poderão ter os seguintes benefícios: 

  • Diminuição da rigidez muscular, o que facilita o cuidado diário;
  • Maior facilidade para movimentar as articulações porque elas ficam mais maleáveis e flexíveis;
  • Normalização dos reflexos do corpo;
  • Melhora da postura corporal e do posicionamento dos braços e pernas;
  • Alívio da dor e desconforto;
  • Facilitar a fisioterapia e o uso de órteses.

Os primeiros resultados podem ser vistos no dia seguinte à aplicação e pode durar de 4 a 6 meses, sendo necessária uma nova dose a partir desse período, ou de acordo com a orientação do médico responsável.

O que é botox e como ele atua

A toxina botulínica, conhecida popularmente como botox, é uma toxina produzida pela bactéria de nome Clostridium botulinum, que é diluída de forma adequada e usada em forma de medicamento, que paralisa a junção neuromuscular e por isso pode ser aplicado para diversos fins, inclusive estéticos, sendo esta indicação uma das mais conhecidas.

A aplicação do botox próximo das articulações bloqueia ou diminui a contração muscular excessiva, normalizando o tônus muscular, facilitando assim a permanência dos membros na posição neutra, a movimentação e a realização de fisioterapia, por exemplo.

Os efeitos do botox geralmente começam a ser observados em 24 horas e duram no máximo 1 ano porque seu efeito não é permanente e aos poucos a junção neuromuscular se recupera e a espasticidade reaparece. Normalmente após 4 meses da aplicação podem começar a serem observadas alterações que indicam que o efeito do botox está diminuindo. 

Saiba identificar a espasticidade e qual seu tratamento.

Riscos do botox

O uso da toxina botulínica é seguro e praticamente não tem riscos para saúde, desde que seja utilizado na dose adequada e sempre sob indicação médica. Sempre que possível é recomendada sua aplicação sem sedação ou anestesia para reduzir os riscos relacionados a este tipo de abordagem como parada respiratória, por exemplo. 

Os efeitos colaterais mais comuns do uso do botox incluem sonolência, dificuldade para andar, manchas vermelhas na pele, fraqueza muscular excessiva, dor nos músculos ou articulações e mal-estar geral. Quando é utilizada uma dose excessiva desta substância podem surgir sintomas como paralisia muscular no local da injeção ou nas regiões mais próximas, dificuldade para engolir e respirar podem surgir com a ingestão acidental de botox, sendo necessário acompanhamento médico de urgência. 

Mais sobre este assunto:
Carregando
...