Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Trisenox: para leucemia promielocítica aguda

O trisenox é um medicamento que contém trióxido de arsênico, uma substância capaz de impedir o crescimento de células da leucemia, sendo, por isso, usada no tratamento de casos de leucemia promielocítica aguda.

Este medicamento é produzido sob a forma de ampolas com um líquido transparente e deve ser administrado por um médico ou enfermeiro no hospital durante o tratamento da leucemia, uma vez que não pode ser comprado nas farmácias convencionais.

Trisenox: para leucemia promielocítica aguda

Preço

O trisenox não pode ser comprado nas farmácias convencionais, sendo utilizado apenas no hospital para o tratamento da leucemia.

Para que serve

Este remédio está indicado para o tratamento de adultos:

  • Recentemente diagnosticados com leucemia promielocítica aguda, a fazer tratamento com ácido all trans retinoico;
  • Nos quais a leucemia promielocítica aguda não respondeu a outras formas de tratamento.

Além disso, o trisenox também pode ser utilizado quando a doença volta a surgir após o tratamento à base de retinoides ou de medicamentos para o câncer.

Como usar

O trisenox deve ser sempre administrado num hospital por um médico ou enfermeiro, sendo que a dose varia de acordo com o grau de evolução da doença e do peso do paciente.

O tratamento com este medicamento é feito em duas fases, sendo que a primeira dura até 60 dias com injeções diárias do medicamento. Já na segunda fase, o trisenox é administrado diariamente por 5 dias e depois é feita uma pausa de 2 dias. Este ciclo deve repetir-se durante 4 ou 5 semanas, dependendo dos resultados do tratamento.

Possíveis efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns do uso deste remédio incluem infecções frequentes por herpes, aumento dos níveis de açúcar no sangue, formigamentos no corpo, tontura, dor de cabeça, convulsões, visão embaçada, aumento do batimento cardíaco, diminuição da pressão arterial, sensação de falta de ar, dor ao respirar, diarreia, vômitos, náuseas, dor abdominal, dor muscular, febre, cansaço excessivo  e arrepios.

Além disso, também podem surgir alterações nos valores do exame de sangue, especialmente no número de leucócitos, neutrófilos, eritrócitos ou plaquetas.

Quem não deve usar

O trisenox está contraindicado para grávidas e mulheres a amamentar, assim como pessoas com alergia a algum dos componentes da fórmula.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...