Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para Talassemia

A talassemia não tem cura e o seu tratamento é feito de acordo com a gravidade da doença, mas a principal forma de controle é a transfusão sanguínea quando a anemia é muito forte.

A talassemia, também conhecida como anemia do Mediterrâneo, é uma doença hereditária do sangue que causa anemia, pois ocorre uma produção anormal de hemoglobina, substância que dá a cor vermelha ao sangue e que é responsável por transportar oxigênio para as células. Veja os tipos de talassemia.

Veja como é feito o tratamento de acordo com cada tipo da doença.

Tratamento da Talassemia Minor

Esse é o tipo mais leve da doença e não necessita de tratamento específico. Em geral, o paciente não sente sintomas, mas deve estar atento para o agravamento da anemia em casos como cirurgia, doenças graves como câncer, situações de elevado estresse ou durante a gravidez.

Em geral, o médico pode recomendar o uso de suplementos de ácido fólico, uma vitamina que estimula a produção de células do sangue e ajuda a aliviar a anemia. Veja os alimentos ricos em ácido fólico.

A transfusão sanguínea é a principal forma de tratamentoA transfusão sanguínea é a principal forma de tratamento

Tratamento da Talassemia Intermediária

É forma intermediária da doença, e alguns pacientes podem desenvolver sintomas graves de anemia, sendo importante monitorizar a hemoglobina e o ferro no sangue, fazendo exames de sangue anualmente.

Em geral, o tratamento é feito com transfusões de sangue apenas durante a infância, caso a criança apresente atrasos no crescimento, ou em situações em que ocorre o crescimento do baço e do fígado, que pode ocasionar complicações como diabetes e doenças cardíacas.

Tratamento da Talassemia Major

É a forma mais grave da doença e o paciente precisa receber transfusões sanguíneas durante toda a vida, a cada 2 a 4 semanas, dependendo do nível de anemia. Quanto mais cedo se iniciar o tratamento, menores as complicações da doença para o paciente no futuro.

Além disso, também é necessário tomar medicamentos quelantes de ferro, que irão se ligar ao ferro no organismo e impedir o seu excesso. Esse medicamentos podem ser dados diretamente na veia de 5 a 7 vezes por semana ou através de comprimidos.

Os pacientes com talassemia major acabam tendo excesso de ferro no corpo devido às transfusões de sangue e porque o intestino absorve mais esse mineral da alimentação, numa tentativa de solucionar a anemia. No entanto, o excesso de ferro pode causar diabetes e problemas em órgãos como coração e fígado.

Complicações

As complicações da talassemia surgem apenas nas formas intermediária e grave da doença, especialmente quando não é tratada adequadamente.

Na forma intermediária da doenças, as complicações podem ser:

  • Deformidades nos ossos e dentes;
  • Osteoporose;
  • Pedras na vesícula;
  • Úlceras nas pernas, devido à falta de oxigênio nas extremidades do corpo;
  • Problemas nos rins;
  • Maior risco de trombose;
  • Problemas cardíacos.
  • Nos casos graves, podem surgir complicações como deformidades nos ossos e dentes, aumento do fígado e do baço e insuficiência cardíaca.

Veja como a alimentação pode ajudar no tratamento da talassemia.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...