Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para Síndrome Metabólica

O tratamento para síndrome metabólica deve ser orientado por um cardiologista e, normalmente, tem como principal objetivo reduzir o risco de surgimento de doenças cardíacas e de diabetes tipo 2, devendo para isso ser feito com alterações no estilo de vida.

Assim, o tratamento para síndrome metabólica deve incluir:

  • Perder peso até que o IMC fique abaixo de 25 Kg/m2, pois o risco de doenças do coração é superior neste tipo de pacientes;
  • Fazer uma alimentação equilibrada e saudável, evitando utilizar sal nas refeições e não comer alimentos muito açucarados ou gordurosos, como frituras, refrigerantes e comidas pré-preparadas, por exemplo. Veja como deve ser uma alimentação adequada em: Dieta para síndrome metabólica;
  • Fazer 30 minutos de atividade física por dia, como caminhar, correr ou andar de bicicleta. Em alguns casos, o médico pode recomendar um plano de exercícios ou encaminhar o paciente para um fisioterapeuta.

Veja mais dicas de alimentação:

Nos casos mais graves, em que não é possível controlar a síndrome metabólica apenas com alterações na vida do paciente, o cardiologista pode receitar remédios para diminuir a pressão alta, como Captopril ou Bisoprolol ou remédios para reduzir os níveis de açúcar no sangue, como Metmorfina ou Insulina, por exemplo, pois estas são complicações comuns da síndrome. Saiba mais em: Remédio para a síndrome metabólica.

Sinais de melhora da síndrome metabólica

Os sinais de melhora da síndrome metabólica incluem regularização da pressão arterial e diminuição dos níveis de colesterol no sangue. Por isso, o paciente com síndrome metabólica deve fazer exames de sangue regulares para avaliar a evolução da doença.

Sinais de piora da síndrome metabólica

Os sinais de piora da síndrome metabólica surgem, principalmente, quando o tratamento não é feito de forma adequada e podem incluir aumento da pressão arterial, dor intensa no peito, cansaço excessivo e aumento dos níveis de colesterol ou açúcar no sangue.

Complicações da síndrome metabólica

As principais complicações da síndrome metabólica são doenças cardiovasculares como AVC ou infarto, por exemplo.

Saiba mais sobre o surgimento desta síndrome em:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...