Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar o Impetigo para curar as Feridas mais rápido

O tratamento pra impetigo é feito conforme a orientação do médico e é normalmente indicado aplicar uma pomada de antibiótico 3 a 4 vezes por dia, por 5 a 7 dias, diretamente na ferida até não existam mais sintomas. É importante que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível para evitar que a bactéria atinja regiões mais profundas da pele, cause complicações e torne o tratamento mais difícil.

O impetigo é mais frequente nas crianças e é contagioso, por isso é recomendado que a pessoa infectada não vá à escola ou trabalho até que a doença tenha sido controlada. Durante o tratamento é importante também separar toda a roupa, tolhas, lençóis e objetos de uso pessoal para evitar que a doença passe para outras pessoas.

Quando a pessoa apresenta pequenas feridas com crosta na pele estas podem ser removidas com água e sabão, o que costuma ser suficiente. No entanto, quando as feridas são grandes, tendo mais de 5 mm de diâmetro não se deve remover a crosta, mas sim passar a pomada ou a loção recomendada pelo médico.

Impetigo leve
Impetigo leve

Remédios para Impetigo

Para tratar o impetigo, o médico normalmente recomenda o uso de pomadas antibióticas, como Bacitracina, Ácido Fusídico ou Mupirocina, por exemplo. Porém, o uso constante ou frequente dessas pomadas podem levar à resistência bacteriana, não sendo indicado que sejam usadas por mais de 8 dias ou de forma frequente.

Alguns outros remédios para Impetigo que podem ser indicadas pelo médico são:

  • Loção antisséptica, como o Merthiolate, por exemplo, para eliminar outros microrganismos que possam estar presentes e causar complicações;
  • Pomadas antibióticas como Neomicina, Mupirocina, Gentamicina, Retapamulina, Cicatrene, ou Nebacetin por exemplo - Saiba como usar o Nebacetin;
  • Amoxicilina + Clavulanato, que pode ser usado em bebês e crianças, quando há muitas lesões ou sinais de complicações;
  • Compridos antibióticos, como Eritromicina ou Cefalexina, quando há muitas lesões na pele.

Além disso, o médico pode recomendar passar soro fisiológico para amolecer as feridas, aumentando a eficácia da pomada. O tratamento dura entre 7 e 10 dias, e mesmo que as feridas na pele desapareçam antes, é preciso manter o tratamento durante todos os dias indicados pelo médico.

Sinais de melhora e piora

Os sinais de melhora começam a surgir entre 3 e 4 dias após o início do tratamento, com a diminuição do tamanho das feridas. Após 2 ou 3 dias do início do tratamento a pessoa já pode voltar à escola ou trabalho porque a doença deixa de ser transmissível.

Os sinais de piora geralmente surgem quando o tratamento não é realizado, sendo que o primeiro sinal pode ser o aparecimento de novas feridas na pele. Neste caso, o médico pode solicitar antibiograma para identificar a bactéria causadora da infeção e assim poder indicar o antibiótico mais indicado.

Possíveis complicações

As complicações devido ao impetigo são raras e afetam mais as pessoas que tem o sistema imune comprometido, como por exemplo pessoas em tratamento contra a AIDS ou câncer, ou pessoas com doença autoimune, por exemplo. Nessas situações, pode haver aumento das feridas na pele, celulite, osteomielite, artrite séptica, pneumonia, glomerulonefrite ou septicemia, por exemplo.

Alguns sinais de que podem haver complicações, são urina escura, ausência de urina, febre e calafrios, por exemplo.

O que fazer para não ter impetigo de novo

Para evitar ter impetigo novamente deve-se seguir o tratamento indicado pelo médico até que as feridas estejam totalmente curadas. Por vezes as bactérias ficam armazenadas dentro do nariz por longos períodos e por isso, se a criança colocar o dedo dentro do nariz para remover sujeira ou por hábito, suas unhas poderão cortar a pele e a proliferação dessas bactérias podem acontecer novamente.

Assim, é muito importante usar a pomada antibiótica por até 8 dias consecutivos e ensinar a criança que ela não pode colocar o dedo no nariz, para evitar que pequenas lesões aconteçam. Manter as unhas da criança sempre bem curtinhas e limpar seu nariz diariamente com soro fisiológico também são ótimas estratégias para evitar que o impetigo surja novamente. Saiba mais sobre a transmissão do impetigo.

Cuidados para não passar a doença para outros

Para evitar a transmissão do impetigo para outras pessoas, é recomendado que a pessoa lave bem as mãos com água e sabonete várias vezes ao dia, além de evitar tocar em outras pessoas e compartilhar pratos, copos e talheres, por exemplo. Também é importante evitar cobrir as feridas na pele com muita roupa, deixando a pele respirar e manter as unhas cortadas e lixadas para evitar possíveis infecções que podem ser causadas por coçar as feridas com as unhas sujas. Depois de tratar das feridas da criança os pais precisam lavar as mãos e manter as unhas curtas e lixadas para evitar a contaminação.

A alimentação não precisa ser especial, mas é recomendado ingerir mais água ou líquidos como suco de fruta natural ou chás para acelerar a recuperação e evitar o ressecamento da pele, que poderia piorar as lesões.

O banho deve ser tomado pelo menos 1 vez por dia, e os remédios devem ser aplicados em todas as feridas logo a seguir ao banho. Toalhas de rosto, de banho, toalhinha de mão e roupas devem ser separadas diariamente para lavar com água quente e sabão, separadamente das outras roupas da família, para não espalhar a doença.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem