Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Frieiras: o que são, porque acontecem e como tratar

A frieira é causada por um fungo chamado Trichophyton, que normalmente está presente na pele humana e não provoca nenhum sinal em pele íntegra, mas quando encontra um local úmido e quente pode se reproduzir rapidamente causando coceira, vermelhidão, descamação e até o rompimento da pele, aumentando a possibilidade de uma infecção no local.

O tratamento para frieira pode ser feito com o uso de pomadas anti-fúngicas, que devem ser aplicadas diariamente até a completa melhora dos sintomas. Estas pomadas são encontradas na farmácia, podendo ser indicadas pelo próprio farmacêutico, mas quando não são suficientes para curar a frieira após 1 mês de tratamento realizado corretamente, pode ser necessário tomar antifúngicos em forma de comprimidos, que precisam ser indicados pelo médico.

Frieiras: o que são, porque acontecem e como tratar

Como é feito o tratamento

O tratamento da frieira consiste em aplicar diariamente uma pomada antifúngica como terbinafina, isoconazol ou cetoconazol, 2 a 3 vezes por dia, durante 4 semanas. Saiba os outros remédios para o tratamento da frieira e como utilizá-los

Antes de usar a pomada, é importante lavar os pés com cuidado, evitando retirar as peles que se soltam para não aumentar a ferida, e secá-los muito bem, com auxílio de uma toalha felpuda e um secador de cabelos.

Caso a frieira esteja localizada nas mãos, a aplicação da pomada deve ser feita sempre que a pessoa lavar as mãos durante o dia, devendo-se secar as mãos muito bem antes da aplicação. Além disso, durante o tratamento, é importante evitar colocar as mãos diretamente na boca ou na região genital, para que não haja contaminação destes locais pelo fungo.

Cuidados durante o tratamento

Para que o tratamento tenha o efeito esperado e a frieira não piore é preciso ter certos cuidados diários, por toda vida, como:

  • Usar chinelos durante o banho, especialmente em locais públicos para evitar o contato com o chão que pode estar contaminado;
  • Utilizar uma toalha apenas para a frieira e lavá-la após cada uso;
  • Secar bem entre os dedos dos pés, após o banho e se possível usar um secador de cabelo entre os dedos;
  • Lavar as meias com água quente ou se lavar com água fria, passar à ferro cada pé de meia;
  • Optar por chinelos ou sandálias abertas nos dias quentes, pois os pés transpiram com mais facilidade;
  • Não usar meias ou sapatos fechados de outra pessoa, porque podem estar contaminados;
  • Deixar os tênis e sapatos fechados ao sol depois do seu uso;
  • Pulverizar talco antisséptico antes de usar sapatos fechados;
  • Trocar as meias sempre que o pé estiver transpirado;
  • Evitar calçados fechados de material sintético, como plástico;
  • Nunca usar um sapato úmido;
  • Não andar descalço.

Estes cuidados, além de ajudar no tratamento da frieira, são essenciais para evitar o aparecimento de novas frieiras. 

Porque minha frieira não cura?

Caso o tratamento da frieira se estenda por mais de um mês e o ferimento não apresente melhora, recomenda-se verificar se todas as indicações de cuidados, já que apenas utilizar a pomada sem seguir as orientações de cuidados diários geralmente não é suficiente para curar a frieira.

Caso todas as orientações estejam sendo cumpridas e a frieira continua sem melhorar, aconselha-se procurar um dermatologista, pois podem existir outras causas, como um fungo mais resistente ou até mesmo o sinal de sistema imune enfraquecido.

Bibliografia >

  • NHS. Chilblains. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/chilblains/>. Acesso em 03 Ago 2020
  • NHS. Chilblains. Disponível em: <https://www.nhsinform.scot/illnesses-and-conditions/skin-hair-and-nails/chilblains>. Acesso em 03 Ago 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem