Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para câncer de colo do útero

O tratamento para câncer de colo do útero depende do estágio em que o tumor se encontra, se existem metástases da doença, da idade e do estado de saúde geral da paciente.

No entanto, na maioria dos casos é recomendado fazer histerectomia, podendo também ser necessário retirar as trompas, os ovários e os gânglios da região.

O câncer de útero tem cura, especialmente quando ele é identificado e tratado precocemente. Segundo o INCA, o Instituto do Câncer no Brasil, quando estes 2 fatores estão presentes, as chances de cura para o câncer de útero podem chegar a 100%.

Veja a seguir cada opção de tratamento:

1. Crioterapia

Durante esse procedimento, o médico coloca um aparelho através da vagina da mulher que promete congelar a região doente, matando as células com câncer. Ainda não benefícios validados por estudos controlados, que esta técnica é eficiente.

É indicado particularmente para tratar o câncer invasivo, mas não as lesões pré-cancerosas.

2. Cirurgia a laser

As células com alterações são queimadas através de um laser, que também pode ser utilizado para coletar amostrar para biópsia. É utilizado apenas em casos de lesões pré-cancerosas do câncer do colo do útero, mas não para casos de câncer invasivo.

Como é feito o tratamento para câncer de colo do útero

3. Conização

Consiste na retirada de uma pequena parte do colo do útero em forma de cone para fazer biópsia antes de o médico indicar outro tratamento complementar.

Também é considerado o tratamento padrão para caso de HSIL, que é a lesão escamosa intraepitelial de alto grau, que ainda não é considerado câncer, mas pode vir a evoluir para tal. Veja como é feita a conização do útero.

4. Histerectomia

A histerectomia é uma cirurgia que pode ser utilizada nas fases iniciais ou mais avançadas do câncer, se dividindo em 2 formas:

Histerectomia Total

A cirurgia remove apenas o útero e o colo do útero e pode ser feita através de um corte no abdome ou através do canal vaginal, sem deixar marcas de cirurgia na mulher. Além disso, ela também pode ser feita por laparoscopia, quando apenas pequenos cortes são feitos na região do abdome.

Ela é utilizada para tratar câncer do colo de útero no estágio IA1 e em alguns casos de estágio 0, podendo também ser utilizada para tratar outros problemas no útero, como miomas uterinos.

Histerectomia Radical

Na histerectomia radical, além do útero e do colo do útero, também são removidos a parte superior da vagina e tecidos próximos ao útero, que também podem estar afetados pelo câncer. Em geral, essa cirurgia é recomendada para casos de câncer nos estágios IA2 e IB, e é feita através de uma incisão abdominal.

Além disso, é importante lembrar que nos dois tipos de histerectomia os ovários e as trompas só são retirados se também tiverem sido afetados pelo câncer ou se apresentarem outros problemas. Veja os tipos de histerectomia e os cuidados após a cirurgia.

5.Traquelectomia Radical

Este procedimento remove apenas o colo do útero e o terço inferior da vagina, deixando o corpo do útero intacto, o que permite que a mulher ainda possa engravidar.

Essa cirurgia pode ser realizada através do corte abdominal ou por meio do canal vaginal, quando não deixa cicatrizes. Em seguida, caso a mulher engravide, a gestação deve ser acompanhada de perto pelo obstetra pois há risco de prematuridade e parto acelerado.

6. Exenteração Pélvica

É uma cirurgia mais extensa, usada nos casos de recidiva e afeta outras regiões. Nessa cirurgia são retirados o útero, o colo do útero, os gânglios da pélvis, podendo também ser necessário retirar outros órgãos como ovários, trompas, vagina, bexiga e parte do final do intestino.

7. Radioterapia e Quimioterapia

O tratamento com radioterapia ou quimioterapia podem ser usados tanto antes quanto depois dos tratamentos cirúrgicos, para auxiliar no combate do câncer, especialmente quando este está em estágios avançados ou quando existem metástases do tumor.

Veja os tipos de câncer de colo de útero e saiba a diferença entre eles.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem