Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento da Mielomeningocele

O tratamento para mielomeningocele é iniciado cerca de 48 horas após o nascimento do bebê com uma cirurgia para corrigir a coluna, evitando o surgimento de infecções ou de novas lesões na medula.

Embora o tratamento para mielomeningocele com cirurgia seja eficaz para curar a lesão na coluna do bebê, não é capaz de tratar as lesões que o bebê apresenta desde o nascimento, como paralisia ou incontinência, por exemplo.

Além disso, a maioria dos bebês com mielomeningocele também pode desenvolver hidrocefalia, que é um problema que causa acúmulo excessivo de líquido dentro do crânio e, por isso, pode ser necessário fazer uma nova cirurgia após o primeiro ano de vida para colocar um sistema que ajuda a drenar os líquidos para outros locais do corpo. Saiba mais em: Hidrocefalia tem cura.

Fisioterapia para mielomeningocele

A fisioterapia para mielomeningocele deve ser feita durante o processo de crescimento e desenvolvimento do bebê para manter a amplitude das articulações e evitar a atrofia muscular.

Além disso, a fisioterapia também é uma ótima forma de estimular a criança a lidar com as suas limitações, como no caso da paralisia, permitindo-a ter uma vida independente, através do uso de muletas ou cadeira de rodas, por exemplo.

Quando ir no médico

Após o bebê ter alta do hospital é importante ir ao médico quando surgem sintomas como:

  • Febre acima de 38ºC;
  • Falta de vontade para brincar e apatia;
  • Vermelhidão no local da cirurgia;
  • Diminuição da força em membros não afetados;
  • Vômitos frequentes;
  • Moleira dilatada.

Estes sintomas podem indicar complicações graves, como infecção ou hidrocefalia, e, por isso é importante ir o mais rápido possível ao pronto-socorro.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...