Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Saiba quais são os 6 Tipos de Toxoplasmose

A toxoplasmose é uma doença causada pela contaminação com o protozoário Toxoplasma gondii. Cerca de 90% das pessoas contaminadas não apresentam nenhum sintoma, mas esta contaminação é particularmente grave em mulheres durante a gestação porque pode colocar em risco a vida do bebê.

As mulheres que já foram contaminadas antes de engravidar podem desenvolver a toxoplasmose crônica e não precisam se preocupar, mas todas as que nunca tiveram contato com o micro-organismo devem tomar cuidado durante toda a gestação com tudo o que come para evitar ser contaminada nessa fase, protegendo assim o bebê.

Como ocorre a infecção com Toxoplasma gondiiComo ocorre a infecção com Toxoplasma gondii

Os tipos de toxoplasmose variam de acordo com a forma como a doença se apresenta, podendo ser:

1. Toxoplasmose febril aguda

Na toxoplasmose febril aguda, que é a forma mais comum da doença, a pessoa contaminada normalmente não apresenta nenhum sintoma e por isso não precisa de tratamento. Quando há manifestação de sintomas estes podem ser manchas vermelhas na pele, febre e pode haver sintomas como pneumonia difusa, tosse seca, miocardite e dor muscular enquanto houver febre, dor abdominal e hepatite discreta. 

2. Toxoplasmose linfática 

Na toxoplasmose linfática leve a doença manifesta sintomas que incluem o aumento de tamanho de um linfonodo do pescoço e da axila, mal-estar, dores musculares e febre baixa e flutuante que pode durar semanas ou meses. É frequente a anemia discreta, pressão baixa, baixa contagem leucocitária e resultados discretamente anormais das provas da função hepática. 

3. Toxoplasmose disseminada

Pode produzir erupção cutânea, febre alta, calafrios e fadiga extrema. Ocorre principalmente em indivíduos com comprometimento do sistema imune como naqueles com AIDS, sendo comum causar encefalite, hepatite, pneumonite, miocardite, meningoencefalite, podendo como consequência das inflamações causar convulsões, tremores, cefaleia, confusão mental ou coma. A toxoplasmose aguda disseminada é a infecção oportunista mais comum em pessoas com o vírus HIV devido a uma reativação dos cistos, principalmente no cérebro causando encefalite. 

4. Toxoplasmose neonatal

A toxoplasmose neonatal é quando o bebê é contaminado durante a gestação trazendo graves complicações como o parto prematuro, baixo peso ao nascer, problemas no fígado, olhos, pulmões e coração.

5. Toxoplasmose ocular

A toxoplasmose ocular acontece em caso de contaminação do bebê durante a gestação e pode se manifestar logo no nascimento ou anos mais tarde causando graves danos nos olhos, principalmente quando o nervo ótico e a mácula são afetados. Seu tratamento pode ser feito com pirimetamina, sulfadiazina, ácido folínico, além de corticosteróides prescritos pelo médico e tem como objetivo travar a perda da visão. 

6. Toxoplasmose generalizada

É uma forma muito grave da doenças que leva à morte mesmo quando afeta pessoas saudáveis, mas é rara. 

Como se proteger da toxoplasmose

A única forma de se proteger é cozinhando muito bem os alimentos porque não existe uma vacina para uso humano contra a infecção pelo T. gondii, a única vacina existente é para ovelhas.

Em relação a contaminação causada pelas fezes dos gatos esta geralmente não acontece com gatos domésticos que não caçam, nem se alimentam com carne crua. As fezes frescas do gato apesar de poderem conter oocistos estes ainda não são esporulados e por isso não transmitem a toxoplasmose.  O maior risco está no contato com a terra onde o gato enterrou suas fezes, onde os oocitos tiveram tempo de serem esporulados pelo ambiente, podendo contaminar o solo, a água deste solo e também os alimentos nele produzidos. Estes podem permanecer na terra por até 1 ano. 

Assim, para se proteger da toxoplasmose é preciso:

  • Realizar jardinagem sempre com luvas;
  • Trocar diariamente a areia onde ficam as fezes do gato e lavar o recipiente com água quente ou cloro todos os dias;
  • Lavar bem frutas, verduras e legumes que são ingeridos crus;
  • Se tiver gatos em casa não permitir que comam carne crua. 

Para saber se a pessoa já foi contaminada com o T. gondii deve-se realizar o exame de sangue que encontra anticorpos contra o protozoário.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...