Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

7 Técnicas para engravidar e quando procurar ajuda

Um casal pode engravidar logo na primeira tentativa ou demorar meses para conseguir engravidar. Normalmente quando o casal está bem de saúde, não se encontra ansioso e tem relações durante o período fértil da mulher a gravidez acontece espontaneamente.

No entanto, quando o casal não consegue engravidar naturalmente após 1 ano de tentativas, poderá procurar o médico para avaliar a existências de problemas de fertilidade e se estas forem confirmadas, o casal poderá ser informado das possibilidades de tratamentos para fertilidade e também das técnicas de reprodução que poderão ser utilizadas.

Veja abaixo 7 técnicas de reprodução disponíveis para aumentar as chances de ter um filho.

1. Indução da ovulação

A indução da ovulação é feita através de injeções ou compridos com hormônios que estimulam a produção de óvulos na mulher, aumentando suas chances de engravidar.

Essa técnica é utilizada principalmente em mulheres com alterações hormonais e ciclos menstruais irregulares, como nos casos de ovários policísticos.

2. Relação íntima programada

Nesta técnica, a relação íntima é planejada para o mesmo dia que a mulher irá ovular. O dia exato da ovulação é acompanhado através de ultrassons dos ovários ao longo do mês, permitindo que o médico saiba o dia ideal para tentar ter um bebê. Uma outra possibilidade é comprar um teste de ovulação que se compra na farmácia para saber quando está ovulando.

Técnicas de reprodução assistida
Técnicas de reprodução assistida

3. Inseminação artificial

A inseminação artificial é uma técnica em que os espermatozoides são colocados diretamente no útero da mulher, aumentando as chances de fecundação do óvulo.

A mulher normalmente toma hormônios para estimular a ovulação, e todo o processo de coleta e inseminação dos espermatozoides é feito no dia previsto para a mulher ovular.

4. Fertilização in vitro

A fertilização in vitro é a união do óvulo e do espermatozoide em laboratório, para formar o embrião. Após formados, de 2 a 4 embriões são colocados no útero da mulher, e por isso é comum a ocorrência de gêmeos em casais que fizeram esse procedimento. Veja o passo a passo de como é feita a fertilização in vitro.

5. Doação de óvulos

A doação de óvulos pode ser utilizada quando a mulher não consegue mais produzir óvulos, normalmente devido à menopausa precoce. Assim, a clínica de reprodução produz um embrião a partir do óvulo de uma doadora desconhecida e do espermatozoide do parceiro da mulher que deseja engravidar.

Esse embrião é, então, colocado no útero da mulher, que precisará tomar hormônios para preparar o corpo para a gravidez. Também deve-se destacar que é possível conhecer as características físicas e de personalidade da mulher doadora do óvulo, como cor da pele e dos olhos, altura e profissão.

Técnicas de fertilização
Técnicas de fertilização

6. Doação de espermatozoides

A doação de espermatozoides pode ser usada quando o homem não consegue produzir espermatozoides, problema normalmente causado por alterações genéticas.

Assim, o embrião é formado a partir do espermatozoide de um doador desconhecido e do óvulo da mulher que deseja engravidar. É importante destacar que é possível escolher as características do homem doador do espermatozoide, como altura, cor da pele e profissão, mas não é possível identificar quem é o doador.

7. “Barriga de aluguel”

A barriga de aluguel, também chamada de útero de substituição, é quando toda a gestação é feita na barriga de outra mulher. As regras da barriga de aluguel exigem que não pode haver pagamento pelo processo e que a mulher a emprestar a barriga deve ter até 50 anos e ser parente em até 4º grau do pai ou da mãe da criança, podendo ser mãe, irmã, prima ou tia do casal.

Quando buscar ajuda médica para engravidar 

A regra geral é que deve-se procurar ajuda para engravidar após 1 ano de tentativas sem sucesso, pois esse é o período em que a maior parte dos casais levam para conseguir engravidar.

No entanto, é preciso estar atento a algumas situações que exigem ajuda mais cedo, como a idade do casal e o histórico de problemas no órgãos reprodutores. Veja a seguir com o que deve se preocupar e saiba quando pedir ajuda mais cedo.

Idade da mulher

Após a mulher completar 35 anos, o casal deve tentar engravidar naturalmente durante 6 meses, sendo importante procurar ajuda médica depois desse período.

A idade um pouco avançada faz com que a mulher produza óvulos com menor qualidade, o que dificulta a gravidez. Assim, não deve-se perder muito tempo antes de procurar o médico para que a idade não continue a avançar, atrapalhando o sucesso da gestação.

Ciclo menstrual irregular

O ciclo menstrual irregular é sinal de que a ovulação não está ocorrendo mensalmente, como deveria ser. Isso significa que a mulher não consegue produzir o óvulo que, juntamente com o espermatozoide do homem, irá gerar o bebê.

Assim, na presença de ciclo menstrual irregular, deve-se procurar o médico para que ele avalie a causa do problema e inicie o tratamento adequado.

Problemas no aparelho reprodutor

Mulheres com problemas no aparelho reprodutor, como útero septado, endometriose, ovário policístico ou obstrução tubária devem procurar o médico logo que decidirem engravidar, pois essas doenças aumentam a dificuldade de gerar filhos, devendo ser tratadas e acompanhadas pelo ginecologista.

A mesma regra vale para homens com diagnóstico de varicocele, que é o aumento das veias nos testículos, principal causa de infertilidade masculina.

Histórico de 3 ou mais abortos

Ter histórico de 3 ou mais abortos é motivo para procurar o médico ao decidir engravidar, pois é preciso avaliar as causas dos abortos e planejar com cuidado a próxima gravidez.

Além do cuidado antes de engravidar, toda a gestação deve ser acompanhada de perto pelo médico, para evitar complicações tanto pra mãe quanto para o bebê.

Como gerir a ansiedade de ter um filho

É normal sentir-se ansioso para que a gravidez aconteça logo, mas é importante lembrar que é natural o resultado positivo demorar mais que o desejado. Assim, é fundamental que o casal se apoie e continue tentando, e que saibam a hora de procurar ajuda.

No entanto, se desejarem saber logo se há algum problema de infertilidade, o médico deve ser procurado para que o casal passe por uma avaliação de saúde para identificar se há problemas de fertilidade. Veja quais são os exames usados para avaliar a causa da infertilidade no casal.

É importante estar atento à presença de doenças que interferem na fertilidade, por isso saiba quais são as Doenças que causam Infertilidade no Homem e na Mulher.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar