Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tétano: 7 sintomas que podem indicar a doença

Os sintomas do tétano geralmente surgem entre 2 a 28 dias após a contaminação, sendo comum surgirem febre, espasmos musculares e rigidez no pescoço.

A infecção por tétano acontece quando as bactérias penetram no organismo devido a um ferimento com algum objeto contaminado com os esporos ou ovos da bactéria, especialmente objetos com ferrugem, fezes ou que estiveram no solo.

Se tem uma ferida e acha que pode estar com tétano, selecione os seus sintomas, para saber qual o risco:

  1. 1. Espasmos musculares dolorosos em todo o corpo
    Sim
    Não
  2. 2. Sensação de estar cerrando os dentes com força
    Sim
    Não
  3. 3. Rigidez nos músculos do pescoço
    Sim
    Não
  4. 4. Dificuldade para engolir
    Sim
    Não
  5. 5. Músculos da barriga duros e doloridos
    Sim
    Não
  6. 6. Febre abaixo de 38º C
    Sim
    Não
  7. 7. Presença de ferida infectada na pele
    Sim
    Não
Imagem que indica que o site está carregando

Esses sintomas surgem porque a bactéria atinge o sistema nervoso, afetando todos os músculos corporais. Por isso, quando não é tratado rapidamente, o tétano pode provocar problemas graves como dificuldade para respirar, colocando a vida em risco. Saiba mais como se pega o tétano.

Como confirmar o diagnóstico

Na maioria dos casos o tétano é identificado apenas com a avaliação dos sintomas e do histórico clínico do paciente, como vacinação e desenvolvimento de feridas infectadas, não existindo exames que ajudem a identificar a infecção.

Como evitar a contaminação com tétano

A principal forma de prevenção é a vacina contra o tétano, que faz parte do calendário nacional de vacinação, devendo ser administrada em várias doses que devem ser tomadas aos 2, 4, 6 e 18 meses de idade, tendo um reforço entre os 4 e os 6 anos. No entanto a vacina não tem uma duração vitalícia, e por isso ser repetida a cada 10 anos. Saiba mais em: Vacina do tétano.

Além disso, também é importante evitar fazer cortes na pele, manter todas as feridas cobertas e limpas e procurar o tratamento adequado para queimaduras e outros tipos de ferimentos, que facilitam a entrada da bactéria do tétano no organismo.

Como tratar

O tratamento para tétano normalmente é iniciado com uma vacina contra esta doença, para ativar o sistema imunológico, e uma injeção com um neutralizador das toxinas da bactéria que ainda não se ligaram aos nervos.

Além disso, o tratamento também pode incluir o uso de antibióticos, remédios relaxantes musculares, como Diazepam ou Baclofeno, e limpeza regular da ferida.

Geralmente o tratamento é feito em casa, mas nos casos mais graves pode ser necessário ficar internado durante alguns dias. Saiba mais sobre o tratamento do tétano.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...