9 sintomas de miocardite (e quem tem mais risco)

outubro 2022
  1. Sintomas
  2. Quem tem mais risco
  3. Como confirmar

Na maioria dos casos a miocardite não causa sintomas, no entanto algumas pessoas podem apresentar dor no peito, alteração dos batimentos cardíacos, cansaço excessivo, dificuldade para respirar, sensação de falta de ar e inchaço dos pés e tornozelos, por exemplo.

A miocardite é a inflamação do miocárdio, que é o músculo do coração, o que faz com que exista uma diminuição da atividade do coração, interferindo diretamente no fluxo de sangue, sendo na maioria das vezes consequência de infecções por vírus, uso frequente e em excesso de bebidas alcoólicas e drogas. Veja mais sobre a miocardite.

Como os sintomas podem ser difíceis de serem identificados, o diagnóstico da miocardite deve ser feito pelo cardiologista a partir da realização de exames de imagem que ajudam a avaliar o funcionamento do coração.

Sintomas de miocardite

Os principais sintomas de miocardite são:

  1. Dor no peito;
  2. Alteração do batimento cardíaco;
  3. Sensação de aperto e pressão no peito;
  4. Cansaço excessivo;
  5. Dificuldade para respirar, no repouso ou durante a atividade física;
  6. Sensação de falta de ar;
  7. Inchaço dos pés, tornozelos e das pernas;
  8. Tontura e/ ou desmaio;
  9. Febre, em alguns casos.

Em alguns casos, a miocardite não causa sinais ou sintomas, sendo apenas descoberto após a realização de exames que avaliam o funcionamento do coração. Conheça os principais exames que avaliam o coração.

No entanto, na presença de dor no peito e dificuldade para respirar, por exemplo, é fundamental ir à emergência para que seja feita uma avaliação, identificada a causa dos sintomas e iniciado o tratamento mais adequado.

Teste online de sintomas

Para saber o risco de estar com alguma alteração no coração, selecione os sintomas apresentados na calculadora a seguir:

  1. 1.Ronco frequente durante o sono
  2. 2.Falta de ar no repouso ou no esforço
  3. 3.Dor ou desconforto no peito
  4. 4.Tosse seca e persistente
  5. 5.Cor azulada nas pontas dos dedos
  6. 6.Tonturas ou desmaios frequentes
  7. 7.Palpitações ou taquicardia
  8. 8.Inchaço nas pernas, tornozelos e pés
  9. 9.Cansaço excessivo sem razão aparente
  10. 10.Suor frio
  11. 11.Má digestão, enjoo ou perda de apetite

O teste de sintomas é uma ferramenta que serve apenas como orientação, não servindo como diagnóstico e não devendo substituir a consulta com o cardiologista.

Quem tem mais risco

A miocardite pode acontecer em qualquer pessoa independentemente da idade, no entanto é mais frequente de acontecer como consequência de infecções por vírus que não foram devidamente identificadas e tratadas, como hepatite, infecção pelo HIV, mononucleose e COVID-19, por exemplo.

Além disso, o risco de miocardite é maior em pessoas que fazem uso frequente e indiscriminado de medicamentos e/ ou bebidas alcoólicas e drogas, possuem doenças autoimunes, fazem uso de antibióticos ou quimioterapia, por exemplo.

Como confirmar a miocardite

A miocardite deve ser confirmada pelo cardiologista a partir da avaliação dos sinais e sintomas apresentados pela pessoa, quando estão presentes, e realização de exames que avaliam o coração. Assim, o médico pode recomendar:

  • Eletrocardiograma, para avaliar o funcionamento do coração;
  • Ecocardiograma, para verificar o fluxo de sangue e a estrutura do coração;
  • Raio-X de tórax, para avaliar e estrutura o formato e tamanho do coração;
  • Ressonância magnética, que ajuda a avaliar mais detalhadamente o coração e confirmar a miocardite.

Além dos exames de imagem, o médico pode também indicar a realização de exames laboratoriais, como hemograma, dosagem da proteína C reativa (PCR) e enzimas do coração, como CK-MB e troponina, por exemplo. Em alguns casos, pode ser indicada a realização de biópsia do coração para confirmar o diagnóstico.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • ARAGÃO, Carlos Aurélio S.; MARCONDES-BRAGA, Fabiana G.; BACAL, Fernando. Miocardite pelo SARS-CoV-2 : existem diferenças com relação a outras miocardites virais?. Rev Soc Cardiol Estado de São Paulo. Vol 30. 4 ed; 453-457, 2020
  • MYOCARDITIS FOUNDATION. Discover Myocarditis Causes, Symptoms, Diagnosis and Treatment. Disponível em: <https://www.myocarditisfoundation.org/about-myocarditis/>. Acesso em 07 out 2022
Mostrar bibliografia completa
  • AMERICAN HEART SOCIETY. Myocarditis. Disponível em: <https://www.heart.org/en/health-topics/myocarditis>. Acesso em 07 out 2022
  • MONTERA, Marcelo W.; MARCONDES-BRAGA, Fabiana G.; SIMÕES, Marcus Vinícius et al. Diretriz de Miocardites da Sociedade Brasileira de Cardiologia – 2022. Arq Bras Cardiol. Vol 119. 1 ed; 143-211, 2022
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.