Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de falta de vitamina A

Os primeiros sintomas de falta de vitamina A são dificuldade para adaptar-se à visão noturna, pele seca, cabelo seco, unhas quebradiças e diminuição do sistema imunológico, com o aparecimento frequente de gripes e infecções.

A vitamina A é pode ser encontrada em alimentos como abóbora, cenoura, mamão, gema de ovo e fígado, e o organismo de um adulto é capaz de armazenar um estoque de até 1 ano desta vitamina no fígado, enquanto nas crianças esse estoque dura apenas algumas semanas.

Sintomas de falta de vitamina A

Diante de uma deficiência, os sintomas de falta de vitamina A incluem:

  • Cegueira noturna;
  • Gripes e resfriados constantes;
  • Acne;
  • Pele, cabelo e boca secos;
  • Dor de cabeça;
  • Unhas quebradiças e que se descamam facilmente;
  • Falta de apetite;
  • Anemia;
  • Diminuição da fertilidade

A deficiência de vitamina A é mais comum em pessoas com desnutrição, idosos e em casos de doenças crônicas, como a doença inflamatória intestinal.

Quando o risco de deficiência é maior

Sintomas de falta de vitamina A

Como a vitamina A é uma vitamina lipossolúvel, doenças que afetam a absorção de gordura no intestino também acabam reduzindo a absorção de vitamina A. Assim, problemas como fibrose cística, insuficiência pancreática, doença inflamatória intestinal, colestases ou casos de cirurgia bariátrica por bypass do intestino delgado, aumentam o risco de causar uma deficiência de vitamina A.

Além disso, o consumo excesso de álcool reduz a conversão de retinol para ácido retinoico, que é a forma ativa de vitamina A e a qual desempenha suas funções no organismo. Assim, o alcoolismo também pode ser uma causa do aparecimento de sintomas de falta desta vitamina.

Quantidade recomendada por dia

A quantidade de vitamina A recomendada por dia varia de acordo com a idade, como mostrado a seguir:

  • Crianças menores de 6 meses: 400 mcg
  • Crianças de 7 a 12 meses: 500 mcg
  • Crianças de 1 a 3 anos: 300 mcg
  • Crianças de 4 a 8 anos: 400 mcg
  • Crianças de 3 a 13 anos: 600 mcg
  • Homens maiores de 13 anos: 1000 mcg
  • Mulheres maiores de 10 anos: 800 mcg

Em geral, uma alimentação saudável e variada é suficiente para suprir as recomendações diárias de vitamina A, sendo importante só tomar suplementos desta vitamina de acordo com a orientação do médico ou do nutricionista.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...