Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de Esquizofrenia

Atualizado em Junho 2019

A esquizofrenia é uma doença mental grave, caracterizada por alterações no funcionamento da mente, que pode surgir em qualquer idade. Esta doença ainda não tem cura, mas quando o tratamento é realizado corretamente pode aliviar os sintomas em até 70%.

Alguns dos sintomas mais comuns causados por esta doença são delírios, alucinações, alterações do pensamento, do discurso ou do comportamento, por exemplo. Saiba mais sobre os principais tipos de esquizofrenia.

Sintomas de Esquizofrenia

Sintomas de esquizofrenia

Os sintomas da esquizofrenia são subdivididos em positivos e negativos. Os sintomas positivos são aqueles que estão presentes de forma mais visível nas fases de descompensação aguda da doença e os sintomas negativos são aqueles que resultam da própria evolução da esquizofrenia, dos efeitos da medicação antipsicótica e secundários aos próprios sintomas positivos.

Sintomas positivos

Os sintomas positivos mais comuns são:

  • Delírios, como achar que está a ser perseguido, a falar com mortos, que é outra pessoa ou que a sua mente está em ligação direta com extra-terrestres, por exemplo;
  • Alucinações, como ouvir vozes, quando ninguém mais as ouve;
  • Alterações de comportamento;
  • Alterações do curso, posse e forma do pensamento.

Conheça as características dos principais tipos de delírio.

Sintomas negativos

Os sintomas negativos que podem ocorrer em pessoas com esquizofrenia são:

  • Diminuição da expressão afetiva e indiferença emocional;
  • Tentativa de evitar responder a perguntas;
  • Falta de vontade ou de iniciativa;
  • Apatia;
  • Perda da capacidade para sentir prazer;
  • Isolamento social.

Possíveis causas

As causas da esquizofrenia ainda não foram totalmente esclarecidas, no entanto, sabe-se que o seu desenvolvimento é influenciado pela genética e por fatores ambientais, como o uso de drogas, infecções virais, pais com idade avançada no momento da gravidez, desnutrição durante a gravidez, complicações no parto, experiências psicológicas negativas ou sofrer abuso físico ou sexual.

Como é feito o tratamento

O tratamento da esquizofrenia consiste na administração de medicamentos antipsicóticos que vão melhorar a troca de informações no cérebro e na realização de sessões de psicoterapia. O tratamento deve ser realizado por toda a vida, mas é possível que a doença tenha períodos de melhora ou de piora que nem sempre conseguem ser resolvidas com o tratamento.


Bibliografia

  • QUEIROS, Tiago et. al.. Esquizofrenia: O Que o Médico Não Psiquiatra Precisa de Saber. Acta Med Port. 32. 1; 70-77, 2019
Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem