Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de Ataque Cardíaco

O infarto pode ocorrer sem sintomas, mas, na maioria dos casos, os sinais e sintomas de um ataque cardíaco podem ser:

  • Dor no peito durante alguns minutos ou horas
  • Dor ou sensação de peso no braço esquerdo
  • Dor com irradiação para as costas, mandíbula ou apenas para a face interna dos braços
  • Formigamento nos braços ou nas mãos
  • Falta de ar
  • Suor exagerado ou suor frio
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Tontura
  • Palidez 
  • Ansiedade
Sintomas de Ataque Cardíaco

O que fazer em caso de Ataque Cardíaco

Caso suspeite que está tendo um ataque cardíaco, deve-se ficar calmo e ligar para uma ambulância imediatamente. Não ignore os sintomas e não ache que vai passar.

É indispensável procurar atendimento médico com urgência, pois o diagnóstico precoce e tratamento adequados são fundamentais para o sucesso no tratamento.

Quando um ataque cardíaco é percebido com antecedência, o médico poderá prescrever medicamentos que dissolvam os coágulos que impedem a passagem de sangue para o coração.

Em alguns casos, pode ser necessário um procedimento cirúrgico para revascularização do músculo cardíaco, que pode ser através de cirurgia torácica ou de radiologia intervencionista (“stents”).

Tratamento para ataque cardíaco 

O tratamento para o ataque cardíaco, ou infarto, consistem em reestabelecer o fluxo sanguíneo para o coração. Inicialmente, é indicado aos pacientes que não possuem alergias, dois comprimidos de AAS ou aspirina. Além disso, medicações como dinitrato de isossorbida (isordil) ou a nitroglicerina podem ser oferecidos aos paciente a fim de diminuir a dor, por serem medicações que vão dilatar os vasos coronarianos, melhorando o fluxo sanguíneo. A seguir, dependendo do tipo de infarto e do local onde o paciente foi atendido, ele pode ser submetido a um cateterismo cardíaco ou pode ser aplicada uma medicação que tem por função, quebrar a placa de ateroma que está fechando o vaso. 

O cateterismo cardíaco é importante para avaliar o local e a extensão da obstrução.  De acordo com a necessidade, indica-se a angioplastia, que consiste em colocar um fino tubo na artéria (stent), que empurra a placa de gordura e abre espaço para o sangue passar. Em casos onde existem muitos vasos comprometidos ou dependendo da artéria obstruída, pode ser necessária uma cirurgia cardíaca de revascularização.

Esta última consiste numa operação mais delicada, onde o médico retira parte de um artéria de outra região do corpo e acopla à coronária, de modo a mudar o fluxo sanguíneo.

Após o procedimento eleito, o paciente deverá permanecer internado no hospital durante alguns dias. Em casa, ele deverá evitar esforços e alimentar-se corretamente. Além disso, será necessário tomar medicamentos para o coração por toda a vida.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Carregando
...