Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas da febre tifóide

Os sintomas da febre tifóide e paratifóide, doenças infecciosas semelhantes causadas pela bactéria Salmonella, mas de estirpes diferentes, incluem:

  • Febre alta;
  • Pintas avermelhadas na pele, principalmente no peito e abdômen;​
  • Dor de barriga e de cabeça;
  • Problemas gastrointestinais, como vômitos, diarreia ou prisão de ventre;
  • Aumento do fígado e do baço;
  • Perda de apetite e de peso;
  • Inchaço da barriga;
  • Tosse;
  • Depressão.

O período de incubação da doença é de cerca de 1 a 3 semanas, por isso, inicialmente os sintomas são leves, mas vão piorando nas três primeiras semanas depois do contágio, começando a regredir na quarta semana com o tratamento.

A febre tifóide é transmitida, geralmente, quando o indivíduo bebe água ou ingere alimentos contaminados com fezes ou urina de um indivíduo doente ou que não apresenta sintomas da doença, mas ainda contém no organismo a bactéria causadora da febre tifóide.

Outras formas de contágio é através do sexo anal ou quando o indivíduo saudável, depois de ter contato direto com a mão suja do indivíduo doente ou que ainda contém a bactéria, leva a sua mão à boca.

Tratamento para febre tifóide

O tratamento para febre tifóide pode ser feito com antibióticos, repouso e ingestão de líquidos para o paciente se manter hidratado e, nos casos graves, o internamento hospitalar pode ser necessário.

Prevenção da febre tifóide

A prevenção da febre tifóide pode ser feita com a vacina contra febre tifóide, cuidados de higiene diários, coleta frequente do lixo, preparação correta dos alimentos, fervura ou filtração da água antes de ser bebida e limpeza de 6 em 6 meses da caixa d'água.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...