Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Principais sintomas da estrongiloidíase

A estrongiloidíase é caracterizada por sintomas como alergias na pele, diarréia, dor abdominal, falta de apetite e tosse seca, e é uma verminose intestinal causada pelo parasita Strongyloides stercoralis, 

Este infecção pode, também, ter uma variante mais grave, que causa febre acima de 38ºC, vômitos, inflamação no pulmão e falta de ar, e acontece em pessoas que estão com a imunidade enfraquecida, como em pessoas desnutridas.  

A contaminação pela larva deste parasita acontece, principalmente, através da pele, por onde atravessa, chega a circulação sanguínea e espalha pelo corpo até chegar ao intestino, onde pode crescer e se multiplicar.

Principais sintomas da estrongiloidíase
Principais sintomas da estrongiloidíase

Principais sintomas

Os sintomas da estrongiloidíase se manifestam a depender do local do corpo onde a larva se encontra. Os principais são:

  • Alergias na pele e pontos avermelhados;
  • Dor abdominal;
  • Diarréia;
  • Falta de apetite;
  • Enjoo;
  • Gases e flatulência;
  • Tosse seca.

Em pessoas com a imunidade enfraquecida, como em pessoas com AIDS, desnutrição ou câncer, esta infecção pode desenvolver uma variante mais grave, que acontece quando a larva passa pela circulação e pelos pulmões, causando febre acima de 38ºC, dor intensa na barriga, diarréias persistentes, vômitos, falta de ar, tosse com secreção ou até com sangue.

Na presença dos sintomas, deve-se consultar com o clínico geral, que irá solicitar exames de fezes e de sangue, para confirmar a estrongiloidíase. O tratamento é feito com vermífugos como albendazol, mebendazol, nitazoxanida por 3 a 5 dias, ou ivermectina em dose única.

Saiba mais sobre as causas e como acontece a infecção pela estrongiloidíase.

Principais sintomas da estrongiloidíase

Como prevenir a estrongiloidíase

As larvas da estrongiloidíase chegam ao ambiente através das fezes de pessoas contaminadas, e a infecção acontece porque elas penetram na pele, principalmente dos pés, por isto é importante evitar andar descalço, especialmente em locais com areia e lama.

Devido ao risco de contaminação de alimentos e água com fezes, é recomendado, também, sempre lavar as mãos após usar o sanitário, lavar bem os alimentos antes de comer e beber água filtrada ou fervida. 

Saiba algumas receitas caseiras para ajudar a eliminar os parasitas do seu organismo

Mais sobre este assunto:
Carregando
...