Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é a síndrome de Terson e como é causada

A síndrome de Terson é o sangramento intra-ocular que ocorre devido a um aumento da pressão intra-cerebral, geralmente, resultado de uma hemorragia craniana por ruptura de um aneurisma ou traumatismo cranioencefálico, por exemplo.

Não se sabe exatamente como esta hemorragia ocorre, que costuma ser em regiões importante dos olhos, como o vítreo, que é o fluido gelatinoso que preenche a maior parte do globo ocular, ou a retina, que contém células responsáveis pela visão, podendo surgir em adultos ou crianças.

Esta síndrome causa sintomas como dor de cabeça, alteração da consciência e diminuição da capacidade visual, e a confirmação desta síndrome deve ser feita pelo exame do oftalmologista. Já o tratamento depende da gravidade do quadro, que pode envolver observação ou correção cirúrgica, para interrupção e drenagem do sangramento.

O que é a síndrome de Terson e como é causada

Principais causas

Apesar de não estar muito bem esclarecida, na maioria das vezes a síndrome de Terson acontece após um tipo de hemorragia cerebral chamada de hemorragia subaracnóidea, que acontece dentro do espaço entre as membranas que revestem o cérebro. Esta situação pode acontecer por uma ruptura de um aneurisma intra-cerebral ou por um traumatismo cranioencefálico, após um acidente.

Além disso, esta síndrome pode resultar de uma hipertensão intracraniana, após um AVC, tumor cerebral, efeito colateral de certos medicamentos ou, até, de causa não esclarecida, sendo todas essas situações graves e que indicam risco de vida caso o tratamento não seja feito rapidamente.

Sinais e sintomas

A síndrome de Terson pode ser uni ou bilateral, e os sintomas que podem estar presentes incluem:

  • Diminuição da capacidade visual;
  • Visão turva ou embaçada;
  • Dor de cabeça;
  • Alteração da capacidade de movimentar o olho afetado;
  • Vômitos;
  • Sonolência ou alterações da consciência;
  • Alterações dos sinais vitais, como aumento da pressão arterial, redução dos batimentos cardíacos e da capacidade respiratória.

A quantidade e tipo dos sinas e sintomas podem variar, também, de acordo com o local e com a intensidade da hemorragia cerebral. 

Como tratar

O tratamento da síndrome de Terson é indicado pelo oftalmologista, e costuma ser feito o procedimento cirúrgico chamado vitrectomia, que é a remoção parcial ou total do humor vítreo ou sua membrana de revestimento, que pode ser substituído por um gel especial.

Entretanto, uma reabsorção do sangramento de forma natural pode ser considerada, e pode ocorrer em até 3 meses. Assim, para realização da cirurgia, o médico deverá considerar se apenas um ou os 2 olhos foram afetados, a gravidade da lesão, se há reabsorção do sangramento e a idade, pois em crianças a cirurgia costuma ser mais indicada.

Além disso, também existe a opção de terapia a laser, para interrupção ou drenagem do sangramento. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...