Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Síndrome de Romberg

A síndrome de Parry-Romberg, ou apenas síndrome de Romberg, é uma doença rara que se caracteriza pela atrofia da pele, músculo, gordura, tecido ósseo e nervos do rosto, provocando deformação estética. Geralmente, esta doença apenas atinge um lado da face, porém, pode-se estender ao resto do corpo.

Esta doença não tem cura, porém a toma de remédios e a cirurgia ajudam a controlar a progressão da doença.

Deformação no rosto vista de ladoDeformação no rosto vista de lado
Deformação no rosto vista de frenteDeformação no rosto vista de frente

Que sintomas ajudam a identificar

Geralmente, a doença se inicia com alterações do rosto logo acima do maxilar ou no espaço entre o nariz e a boca, estendendo-se para os outros locais do rosto.

Além disso, também podem surgir outros sinais como:

  • Dificuldade para mastigar;
  • Dificuldade para abrir a boca;
  • Olho vermelho e mais aprofundado na órbita;
  • Queda dos pêlos faciais;
  • Manchas mais claras no rosto.

Ao longo do tempo, a síndrome de Parry-Romberg pode ainda causar alterações no interior da boca, principalmente no céu da boca, interior das bochechas e gengivas. Em alguns casos, podem ainda se desenvolver sintomas neurológicos como convulsões e dor muito intensa no rosto.

Estes sintomas podem progredir entre 2 a 10 anos, entrando depois numa fase mais estável em que não surgem mais alterações no rosto.

Como fazer o tratamento

No tratamento da Síndrome de Parry-Romberg são tomados remédios imunossupressores, como prednisolona, metrotexato ou ciclofosfamida que ajudam a combater a doença e a diminuir os sintomas, porque as principais causas deste síndrome são autoimunes, o que significa que as células do sistema imunitário atacam os tecidos da face, provocando as deformações, por exemplo.

Além disso, pode também ser necessário fazer cirurgia, principalmente, para reconstruir a face, através da realização de enxertos gordurosos, musculares ou ósseos. O melhor momento para realizar a cirurgia varia de indivíduo para indivíduo, mas é recomendado que seja realizada após a adolescência e quando o indivíduo já terminou o seu crescimento.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...