Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Síndrome de ovários policísticos

A síndrome dos ovários policísticos é caracterizada por diversos cistos no interior dos ovários devido a um desequilíbrio hormonal. Nestas mulheres a concentração de testosterona na corrente sanguínea é maior do que deveria e isto pode trazer algumas complicações, como dificuldade de engravidar.

Sintomas da síndrome dos ovários policísticos

São sintomas da síndrome dos ovários policísticos:

  • aumento do peso
  • aparecimento de pelos grossos indesejados no rosto e no corpo
  • acne
  • infertilidade.

O diagnóstico desta síndrome é feito com base na análise clínica, exames de imagem e com os resultados dos seguintes exames hormonais: LH, FSH, prolactina, T3 e T4 e adrenais. A ultrassonografia pode revelar a presença dos cistos.

Tratamento para síndrome dos ovários policísticos

O tratamento para esta síndrome pode ser feito com o uso de anticoncepcionais ou outros capazes de regular os hormônios. Para quem está tentando engravidar, o Clomid é uma boa opção.

Saiba como a alimentação pode ajudar a combater os sintomas e facilitar a gravidez com a nutricionista Tatiana Zanin:

Complicações da síndrome dos ovários policísticos

Apesar desta síndrome dificultar a gravidez, algumas mulheres conseguem engravidar. As mulheres portadoras da síndrome dos ovários policísticos têm maiores chances de sofrerem um aborto espontâneo do que as mulheres sem a síndrome.

Além disso, estas mulheres são mais propensas ao desenvolvimento de doenças cardíacas, câncer no útero e da diabetes tipo 2. Por isso, mesmo que a mulher não tenha o desejo de engravidar, ela deve realizar o tratamento para a síndrome dos ovários policísticos para diminuir o risco do desenvolvimento destas doenças e os seus sintomas.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...