Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Síndrome de Dressler: Sintomas e Tratamento

Revisão médica: Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
abril 2018

A síndrome de dressler é uma complicação cardíaca que ocorre por volta de 3 a 4 semanas após um infarto. Ela é caracterizada por uma inflamação no tecido que envolve o coração, podendo também afetar o tecido que recobre os pulmões. 

Essa complicação pode levar ainda ao acúmulo de líquido no pulmão, chamado de derrame pleural. A quantidade de líquido pode ser tão grande que atrapalhe o funcionamento cardíaco e pulmonar, o que é raro. Neste caso o tratamento adequado é a cirurgia.

Imagem ilustrativa número 1

Sintomas da Síndrome de Dressler

São sintomas da síndrome de Dressler:

  • Dor no peito, que piora quando o indivíduo respira;
  • Dificuldade em respirar por causa da dor e
  • Febre.

O diagnóstico da síndrome de dressler é feito através do exame clínico, da avaliação de seus sinais e sintomas, eletrocardiograma, raio-x de tórax e do ecocardiograma.

Tratamento para Síndrome de Dressler

O tratamento para a síndrome de Dressler envolve a tomada de corticoides e de anti-inflamatórios por um período de 1 a 4 semanas ou até a remissão dos sintomas.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em abril de 2018. Revisão médica por Drª. Ana Luiza Lima - Cardiologista, em fevereiro de 2016.
Revisão médica:
Drª. Ana Luiza Lima
Cardiologista
Médica Cardiologista, formada pela Universidade Federal de Pernambuco, em 2008 com registro profissional nº CRM/PE – 16886.