Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Principais consequências da Poliomielite e como evitar

A poliomielite, também chamada paralisia infantil, é uma doença infecciosa causada por um vírus, o poliovírus, que está presente no intestino, mas que pode atingir a corrente sanguínea e chegar no sistema nervoso, causando vários sintomas e possíveis sequelas, como paralisia de membro inferior, atrofia muscular, hipersensibilidade ao toque e alterações na fala. Saiba o que é e como identificar a paralisia infantil.

As sequelas da poliomielite surgem principalmente em crianças e idosos, estão relacionadas com a infecção da medula e do cérebro pelo poliovírus e normalmente correspondem a sequelas motoras. As sequelas da poliomielite não tem cura, mas a pessoa deve realizar fisioterapia para diminuir as dores, evitar problemas nas articulações e melhorar a qualidade de vida. 

Principais consequências da Poliomielite e como evitar

Principais consequências da poliomielite

As sequelas da poliomielite estão relacionadas com a presença do vírus no sistema nervoso, onde replica-se e destrói células motoras. Assim, as principais sequelas da poliomielite são:

  • Problemas e dores nas articulações;
  • Pé torto, conhecido como pé equino, em que a pessoa não consegue andar porque o calcanhar não encosta no chão;
  • Crescimento diferente das pernas, o que faz com que a pessoa manque e incline-se para um lado, causando escoliose - veja como identificar a escoliose;
  • Osteoporose;
  • Paralisia de uma das pernas;
  • Paralisia dos músculos da fala e da deglutição, o que provoca acúmulo de secreções na boca e na garganta;
  • Dificuldade de falar;
  • Atrofia muscular;
  • Hipersensibilidade ao toque.

As sequelas da poliomielite são tratadas através de fisioterapia por meio da realização de exercícios que ajudam a desenvolver a força dos músculos afetados, além de ajudar na postura, melhorando assim a qualidade de vida e diminuindo os efeitos das sequelas. Além disso pode ser indicado o uso de medicamentos anti-inflamatórios, como o Ibuprofeno e o Diclofenaco para aliviar as dores musculares e das articulações. Veja como identificar e tratar a poliomielite.

Como evitar as sequelas

A melhor forma prevenir a ocorrência da poliomielite e as suas complicações é através da vacinação, que deve ser feita em 5 doses, sendo a primeira aos 2 meses de idade. Entenda como é feita a vacinação contra a poliomielite.

Além disso, no caso de infecção pelo poliovírus, é importante que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível para que se possam evitar as sequelas e melhorar a qualidade de vida da pessoa, sendo importante realizar fisioterapia, para evitar a paralisia dos membros, por exemplo.

O que é a síndrome pós pólio (SPP)

As sequelas da poliomielite geralmente surgem logo após a crise da doença, no entanto, algumas pessoas só desenvolvem sequelas após 15 a 40 anos após a identificação do vírus e ocorrência dos sintomas da poliomielite, é a chamada Síndrome pós-pólio ou SPP. Essa síndrome é caracterizada pelo agravamento da fraqueza e fadiga muscular, das dores musculares e das articulações e da dificuldade de deglutição, que ocorre principalmente em função da destruição completa dos neurônios motores pelo vírus.

O tratamento da SPP também deve ser através da fisioterapia e utilização de medicamentos sob orientação médica. 

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem