Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é o septo vaginal e como tratar

O septo vaginal é uma malformação congênita rara, na qual existe uma parede de tecido que divide a vagina e o útero em dois espaços. Dependendo da forma como essa parede divide o aparelho reprodutor da mulher, existem dois tipos principais de septo vaginal:

  • Septo vaginal transversal: a parede se desenvolve de um lado para o outro do canal vaginal;
  • Septo vaginal longitudinal: a parede vai desde a entrada da vagina até ao útero, dividindo o canal vaginal e o útero em duas partes.

Em ambos os casos, a região genital externa é completamente normal e, por isso, a grande parte dos casos não é identificada até que a menina inicie seu ciclo menstrual ou tenha sua primeira experiência sexual, já que o septo pode impedir a passagem do sangue da menstruação ou até o contato íntimo.

O que é o septo vaginal e como tratar

O septo vaginal tem cura, sendo necessário fazer uma cirurgia para corrigir a malformação. Dessa forma, se existir suspeita de uma malformação na vagina, é importante consultar um ginecologista para confirmar o diagnóstico e iniciar o melhor tratamento, reduzindo o desconforto.

Principais sintomas

A maior parte dos sintomas que pode indicar a presença de um septo vaginal apenas surge quando se entra na puberdade, podendo incluir:

  • Dor intensa durante o ciclo menstrual;
  • Ausência de menstruação;
  • Dor durante o contato íntimo;
  • Desconforto ao utilizar absorvente interno.

Além disso, em mulheres com septo transverso é ainda possível sentir muita dificuldade durante o contato íntimo, já que, normalmente, não é possível que o pênis faça uma penetração completa, o que pode levar a que algumas mulheres desconfiem de vagina curta, por exemplo.

Muitos destes sintomas também são semelhantes aos da endometriose, mas, nesses casos é mais comum surgir um sangramento intenso junto com a menstruação, além de dor ao urinar ou defecar, por exemplo. No entanto, a melhor forma de confirmar o diagnóstico é consultando um ginecologista. Veja uma lista mais completa dos sintomas da endometriose.

Como confirmar o diagnóstico

Alguns casos de septo vaginal podem ser identificados na primeira consulta com o ginecologista, já que muitas vezes é possível observar as alterações apenas com uma observação da região pélvica. No entanto, o médico também pode pedir alguns exames de diagnóstico, como ultrassom transvaginal ou ressonância magnética, especialmente nos casos de septo transversal, que são mais difíceis de identificar apenas com a observação.

Como é feito o tratamento

Quando o septo vaginal não provoca qualquer sintoma ou desconforto para a mulher, geralmente não é necessário fazer tratamento. Porém, se existirem sintomas, normalmente o médico recomenda fazer uma cirurgia para corrigir a malformação.

Os casos mais fáceis de tratar são os de septo transverso, no qual apenas é necessário remover o a porção de tecido que está bloqueando o canal vaginal. Já nos casos de septo longitudinal, geralmente é necessário reconstruir o interior do útero para que se forme apenas uma cavidade.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...