Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sarampo na Gravidez

O sarampo é muito raro na gravidez mas pode acontecer nas mulheres que não foram vacinadas contra o sarampo, e tenham estado em contato com pessoas contaminadas com esta doença.

Embora seja raro, o sarampo na gravidez pode gerar complicações graves como parto prematuro e aumenta o risco de um aborto espontâneo e por isso o tratamento deve ser indicado pelo médico que acompanha a gestação.

A grávida que não tiver tomado a vacina contra o sarampo corre o risco de contaminar-se com a doença e deve evitar ao máximo o contato com indivíduos que venham de outros países, pois nem todos os países fazem campanhas de vacinação em massa e uma pessoa pode estar contaminada e ainda não ter desenvolvido os sintomas característicos da doença e assim contaminar a gestante.

Tratamento para sarampo na gravidez

O tratamento para o sarampo durante a gravidez é feito somente controlando seus sintomas. O paracetamol é indicado para baixar a febre, mas se deve evitar ao máximo tomá-lo.

Para diminuir a febre sem remédios recomenda-se banhos de água fria e evitar ficar em locais muito quentes. Compressas de água fria colocadas na testa de tempos em tempos também ajuda a baixar a febre.

Pode tomar a vacina na gravidez? 

Não é indicado tomar a vacina do sarampo durante a gravidez pois pode gerar graves complicações na mãe, pois durante a gravidez o sistema imune da mulher encontra-se comprometido. Além disso, casos de mal formação nunca foram antes diagnosticados devido a contaminação da grávida com sarampo e por isso o bebê não vai nascer com sarampo se a mãe ficar doente.

Caso a mulher esteja tentando engravidar e ainda não tenha sido vacinada recomenda-se que ela tome imediatamente a vacina contra o sarampo e só após 3 meses depois da vacinação, inicie as tentativas para engravidar.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...