Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Conheça Todos os Perigos da Lipocavitação

A Lipocavitação, também conhecida por lipo sem cirurgia, é um procedimento estético com poucos riscos, porém quando feito de forma errada pode provocar queimaduras. Saiba tudo sobre este procedimento estético em Lipocavitação

Este é um procedimento estético para eliminar gordura localizada e celulite, especialmente nas regiões da barriga, coxas, flancos e costas, que não dói e ajuda a modelar e definir o corpo. A Lipocavitação é feita usando um aparelho de ultrassom, que ajuda a destruir localmente a gordura acumulada. Assim, os principais riscos da Lipocavitação incluem: 

Procedimento estético de LipocavitaçãoProcedimento estético de Lipocavitação

Principais Riscos da Lipocavitação

1. Pode causar Queimadura

Quando feita incorretamente, a Lipocavitação pode causar queimadura na região a tratar, devido à subida de temperatura que acontece devido à fricção entre a pele e o aparelho.
Este problema pode ser evitado se a técnica foi realizada por uma profissional experiente, que saberá como fazer o controle da temperatura local, com auxílio de um termômetro digital, impedindo que se excedam os 41ºC. 

2. Pode Aumentar o Colesterol Ruim

A Lipocavitação promove a liberação de células de gordura das regiões a tratar, o que faz com que esta gordura entre para a corrente sanguínea, aumentando naturalmente os níveis de colesterol e potenciando o surgimento de pressão alta ou de problemas cardíacos.

Por isso, após cada sessão de Lipocavitação é muito importante fazer uma sessão de drenagem linfática e exercícios físicos aeróbicos que garantam a eliminação da gordura liberada, evitando assim a sua deposição em outras regiões do corpo.  Veja como garantir os melhores resultados em 5 Cuidados para Garantir os Resultados da Lipocavitação

3. Risco de Não Funcionar

Tal como acontece com todo o procedimento estético, existe sempre o risco de não funcionar ou de não se obterem os resultados esperados. Isto acontece porque cada organismo funciona de forma diferente e responde de maneira diferente a cada tratamento. 

Para que o tratamento funcione direitinho, é muito importante realizar o procedimento com um profissional treinado e certificado, e seguir todas as recomendações, especialmente a realização de drenagem linfática e de exercícios após o procedimento. 

Técnica de LipocavitaçãoTécnica de Lipocavitação

Contraindicações da Lipocavitação

Apesar da Lipocavitação ser um procedimento com poucos riscos, ele é contraindicado em alguns casos específicos, como: 

  • Durante a gravidez, pois por falta de comprovação científica não se sabe se o procedimento é perigoso para o feto; 
  • Diabetes ou paralisia, pois existe uma diminuição na sensibilidade, o que pode potenciar o surgimento de queimaduras; 
  • Colesterol alto, doença cardíaca ou pressão alta, são doenças que podem ser agravadas devido à liberação da gordura para a corrente sanguínea, que pode ser depois novamente absorvida; 
  • Obesidade, pois não é um procedimento para emagrecer, apenas para modelar e tonificar regiões específicas do corpo; 
  • Epilepsia, pois existe o risco de convulsão durante o procedimento; 
  • Quando existem feridas ou processos infecciosos na região a tratar; 
  • Em caso de prótese, placas, parafusos metálicos ou DIU no corpo, pois o metal pode aquecer durante o tratamento e causar queimadura; 
  • Quando existem varizes ou veias dilatadas na região a tratar, pois existe o risco do tratamento fazer a variz rebentar. 

Além disso, este tratamento estético também não deve ser realizado por pacientes com problemas ou doença nos rins ou fígado, sem antes consultar o médico.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...