Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Principais riscos do parto por cesárea

O parto por cesárea apresenta maior risco em relação ao parto normal, de ocorrer hemorragia, infecção, trombose ou problemas respiratórios para o bebê, porém, a grávida não se deve preocupar, porque o risco apenas está aumentado, o que não significa que estes problemas aconteçam, já que normalmente os partos por cesárea decorrem sem complicações.

Mesmo sendo um método mais invasivo e com mais riscos, a cesárea acaba por ser mais segura e por se justificar em alguns casos, como quando o bebê está numa posição incorreta ou quando há uma obstrução do canal vaginal, por exemplo.

Principais riscos do parto por cesárea

Riscos e complicações

Embora seja um procedimento seguro, a cesárea apresenta mais riscos do que um parto normal. Alguns dos riscos e complicações que podem ocorrer durante ou após a cirurgia, são:

  • Desenvolvimento de infecção;
  • Hemorragias;
  • Trombose;
  • Lesão do bebê durante a cirurgia;
  • Má cicatrização ou dificuldade na cicatrização, principalmente em mulheres com excesso de peso;
  • Formação de queloide;
  • Dificuldade na amamentação;
  • Placenta acreta, que é quando a placenta fica presa ao útero após o parto;
  • Placenta prévia;
  • Endometriose.

Estas complicações são mais frequentes em mulheres que fizeram 2 ou mais cesáreas, pois a repetição do procedimento aumenta as chances de complicações no parto e de problemas de fertilidade. Saiba que cuidados ter para se recuperar mais rápido da cirurgia.

Indicações da cesárea

Apesar dos riscos que possui a cesariana continua sendo indicada em casos em que o bebê está em posição sentada na barriga da mãe, quando há uma obstrução do canal vaginal, impedindo a saída do bebê, quando a mãe sofre de placenta prévia ou de deslocamento da placenta, quando o bebê está em sofrimento ou quando é muito grande, com mais de 4500 g, e na presença de doenças infeciosas que podem passar para o bebê, como herpes genital e AIDS.

Além disso, esse procedimento também pode ser feito em casos de gêmeos, dependendo da posição dos bebês e do seu estado de saúde, sendo que a situação deve ser avaliada pelo médico.

É possível ter um parto normal após a cesárea?

É possível ter um parto normal após ter sido submetida a uma cesariana, pois o risco de complicações é baixo, quando o parto é bem controlado e acompanhado, trazendo vantagens para a mãe e para o bebê.

No entanto, duas ou mais cesáreas anteriores, aumentam as chances de ruptura uterina, devendo-se, nestes casos, evitar o parto normal. Além disso, é importante destacar que cesarianas repetidas aumentam o risco gestacional.

Bibliografia >

  • DAHLKE, Joshua D. et. al.. Counselling women about the risks of caesarean delivery in future pregnancies. Royal College of Obstetricians and Gynaecologists. Vol.16. 239-244, 2014
  • MARCARELLO, Keyla Crtistina et. al.. Complicações maternas e cesárea sem indicação: revisão sistemática e meta-análise. Rev Saude Publica. 2017;51:105. Vol.105. 51.ed; 2017
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem