Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Ranibizumabe (Lucentis)

O Lucentis, medicamento cujo princípio ativo é uma substância chamada ranibizumabe, é um fármaco usado para tratar a lesão da retina causada pelo crescimento anormal de vasos sanguíneos.

O Lucentis trata-se de uma solução injetável que é aplicada no próprio olho pelo oftalmologista.

Preço do Lucentis

O preço do Lucentis varia entre 3500 e 4500 reais.

Indicações do Lucentis

O Lucentis é indicado no tratamento da lesão da retina causada pelo vazamento e crescimento anormal dos vasos sanguíneos como é o caso da forma úmida da degeneração macular relacionada à idade.

O Lucentis também pode ser utilizado para tratar o edema macular diabético e o bloqueio das veias da retina, que podem causar diminuição da visão.

Modo de uso do Lucentis

O modo de uso do Lucentis deve ser indicado pelo médico, pois este remédio só deve ser administrado pelo oftalmologista em hospitais, clínicas oftalmológicas especializadas ou salas de cirurgia ambulatoriais.

O Lucentis é uma injeção que é administrada dentro do olho, no entanto, antes da injeção, o médico coloca um colírio para anestesiar o olho.

Efeitos colaterais do Lucentis

​Os efeitos colaterais do Lucentis incluem vermelhidão e dor no olho, sensibilidade à luz, alterações na visão como ver flashes de luz com moscas volantes, progredindo para uma perda de visão ou visão borrada, fraqueza ou paralisia dos membros ou rosto, dificuldade em falar, sangramento do olho, aumento da produção de lágrimas, olho seco, aumento da pressão dentro do olho, inchaço de uma parte do olho, catarata, conjuntivite, dor de garganta, nariz entupido, corrimento nasal, dor de cabeça, AVC, gripe, infecção do trato urinário, baixo nível de glóbulos vermelhos, ansiedade, tosse, enjoos, urticária, coceira e vermelhidão da pele.

Contraindicações do Lucentis

O Lucentis está contraindicado em crianças menores de 18 anos, em pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, infecção ou suspeita de infecção no olho ou ao redor do olho e dor ou vermelhidão no olho.

Em caso de história de AVC, o uso do Lucentis só deve ser feito sob orientação médica. Além disso, é recomendado não engravidar até, pelo menos, 3 meses depois de terminar o tratamento com Lucentis.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...