Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Quem não pode tomar a vacina da febre amarela

A vacina contra a febre não é recomendada para pessoas acima dos 60 anos, gestantes, mulheres em período de amamentação ou pessoas que se encontram com o sistema imunológico enfraquecido, pois há risco da vacina não funcionar ou de surgirem sinais e sintomas semelhantes aos da febre amarela, por exemplo.

A vacina contra a febre amarela é fornecida pelo Sistema Único de Saúde e é obrigatória para pessoas que moram em regiões endêmicas, devendo ser tomada a partir dos 9 meses, e para quem viajar para regiões em que há maior risco de contato com o mosquito, devendo ser administrada pelo menos 10 dias antes da viagem. Veja quando tomar a vacina contra a febre amarela.

Quem não pode tomar a vacina da febre amarela

Quem não deve tomar

As contraindicações da vacina contra a febre amarela estão relacionadas com a função do sistema imunológico da pessoa, pois como a vacina é feita com o vírus vivo atenuado, caso o sistema imune esteja enfraquecido, não acontece o reconhecimento e produção de anticorpos, o que pode levar ao aparecimento de sinais e sintomas semelhantes ao da febre amarela. Por isso, antes da vacinação, é importante que seja feita uma avaliação do estado geral de saúde da pessoa para saber se está apta ou não para tomar a vacina e, assim, evitar que aconteçam reações graves ou que a vacina seja eficaz.

A vacina não é recomendada nos seguintes casos:

  • Crianças com menos de 6 meses, devido à imaturidade do sistema imune, além de haver maior risco de reações neurológicas e maior chance da vacina não ter efeito;
  • Pessoas acima dos 60 anos, pelo fato do sistema imunológico já estar mais enfraquecido devido à idade, o que aumenta a chance da vacina não funcionar e de acontecer reações à vacina. Por isso, é importante que as pessoas acima de 60 anos tomem a vacina apenas se recomendado pelo médico, de acordo com o sistema imune da pessoa e o risco de infecção pelo vírus da febre a amarela;
  • Durante a gravidez, sendo recomendado apenas em caso de epidemia e após liberação do médico. No caso das gestantes que moram em regiões com maior risco de febre amarela, é recomendado que a vacina seja tomada durante o planejamento da gestação, caso a mulher não tenha sido vacinada na infância;
  • Mulheres que estejam amamentando bebês com menos de 6 meses, para evitar reações graves;
  • Pessoas portadoras de doenças que enfraqueçam o sistema imune, como câncer ou infecção pelo vírus HIV, por exemplo;
  • Tratamento com corticoides, imunossupressores, quimioterapia ou radioterapia, já que também diminui a eficiência do sistema imune;
  • Pessoas que foram submetidas a transplante de órgãos;
  • Portadores de doenças auto-imunes, como o Lúpus Eritematoso Sistêmico e a Artrite Reumatoide, por exemplo, pois também interferem na imunidade.

Além disso, pessoas que possuem histórico de reações alérgicas graves ao ovo ou gelatina, também não devem tomar a vacina. Assim, as pessoas que não podem tomar a vacina contra a febre amarela, devem tomar algumas atitudes para evitar o contato com o mosquito, como por exemplo uso de calças e blusas de manga comprida, repelentes e mosqueteiros, por exemplo. Saiba mais sobre as formas de se proteger contra a febre amarela.

Outras recomendações

Após a vacinação é comum que a pessoa sinta dor muscular e no local da aplicação, no entanto esses sintomas desaparecem depois de algumas horas ou dias, sendo considerados apenas reações à aplicação da vacina. Para aliviar os sintomas, é recomendado passar uma pedra de gelo suavemente no local da vacina, pois ajuda a aliviar os sintomas.

No caso dos doadores de sangue, é importante que se espere 30 dias após a vacinação para que se possa doar o sangue, porque após a vacina o vírus permanece na circulação por cerca de 3 semanas e pode ser transmitido para outra pessoa através da doação, por exemplo.

Veja mais informações sobre a febre amarela.

Bibliografia >

  • PFEIZER. Tire suas dúvidas sobre a vacina de febre amarela em crianças. Disponível em: <https://www.pfizer.com.br/noticias/Tire-duvidas-sobre-vacina-de-febre-amarela-em-criancas>. Acesso em 16 Mai 2019
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. Febre amarela. Disponível em: <https://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs100/pt/>. Acesso em 16 Mai 2019
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Febre amarela: Guia para Profissionais de Saúde. 2018. Disponível em: <http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/janeiro/18/Guia-febre-amarela-2018.pdf>. Acesso em 17 Mai 2019
  • RECOMENDAÇÕES DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES (SBIM) – 2019/2020. Calendário de Vacinação SBIm - Criança. 2019. Disponível em: <https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-crianca.pdf>. Acesso em 17 Mai 2019
  • G1. Quais são os grupos que não devem tomar a vacina da febre amarela - e como podem se proteger. Disponível em: <https://g1.globo.com/bemestar/noticia/quais-sao-os-grupos-que-nao-devem-tomar-a-vacina-da-febre-amarela-e-como-podem-se-proteger.ghtml>. Acesso em 17 Mai 2019
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Vacinação Febre Amarela. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/assessoria-de-imprensa/920-saude-de-a-a-z/febre-amarela/10771-vacinacao-febre-amarela>. Acesso em 17 Mai 2019
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION. Modelo de bula - Vacina contra febre amarela. Disponível em: <https://www.who.int/immunization_standards/vaccine_quality/insert_yf_port.pdf>. Acesso em 17 Mai 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem