Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Quando tratar a displasia fibrosa da mandíbula

O tratamento para a displasia fibrosa da mandíbula, que consiste no crescimento de osso anormal na boca, está recomendado após o período de puberdade, ou seja, após os 18 anos, pois é durante esse período que o crescimento do osso diminui e estabiliza, permitindo que possa ser removido sem voltar a crescer.

No entanto, caso o crescimento de osso seja muito pequeno e não provoque qualquer alteração no rosto ou nas funções normais da boca, o tratamento pode não ser necessário, mantendo-se apenas consultas regulares no dentista para avaliar a evolução do problema.

Como é feito o tratamento para displasia fibrosa da mandíbula

Normalmente, é feita uma cirurgia sob anestesia geral na qual o cirurgião dentista faz um pequeno corte no interior da boca para chegar até ao osso anormal e remover o excesso, conferindo simetria ao rosto, que pode ter ficado alterado após o crescimento do osso.

Porém, nos casos mais graves, em que o osso anormal cresce muito depressa e provoca uma alteração do rosto muito grande ou impede a realização de atividades como mastigar ou engolir, por exemplo, o médico pode recomendar antecipar a cirurgia. Nestes casos pode ser necessário voltar a repetir a cirurgia caso o osso volte a crescer.

Recuperação da cirurgia para displasia fibrosa da mandíbula

A recuperação da cirurgia para displasia fibrosa da mandíbula demora cerca de 2 semanas e, nesse período é importante ter alguns cuidados como:

  • Evitar comer alimentos duros, ácidos ou quentes durante, pelo menos, os primeiros 3 dias;
  • Ficar de repouso na cama durante as primeiras 48 horas;
  • Evitar lavar os dentes nas primeiras 24 horas, devendo-se apenas enxaguar a boca;
  • Não lavar o local da cirurgia com escova de dentes até indicação do médico, devendo-se enxaguar o local com o antisséptico indicado pelo médico;
  • Comer alimentos moles, cremosos e suaves durante a primeira semana de recuperação. Veja o que pode comer em: O que comer quando não posso mastigar.
  • Dormir com mais um travesseiro para manter a cabeça elevada e evitar dormir para o lado operado;
  • Não baixar a cabeça durante os primeiros 5 dias após a cirurgia.

Além destes cuidados, o cirurgião dentista pode dar outra indicações para evitar complicações durante a cirurgia como tomar remédios analgésicos, como Paracetamol e Ibuprofeno, assim como antibióticos, como Amoxicilina ou Ciprofloxacino, por exemplo.

Sintomas de displasia fibrosa da mandíbula

O principal sintoma da displasia fibrosa da mandíbula consiste no crescimento anormal de osso em um local da boca, que pode provocar assimetria do rosto e alteração da imagem corporal. No entanto, caso o osso cresça muito rapidamente também pode levar a dificuldade para mastigar, falar ou engolir.

A displasia fibrosa da mandíbula é mais comum em crianças por volta dos 10 anos e, pro isso, caso exista suspeita de estar desenvolvendo este problema é recomendado consultar um pediatra para fazer uma tomografia computadorizada e confirmar o diagnostico, iniciando o tratamento adequado.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...