Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Psoríase tem cura?

Psoríase é uma doença crônica, o que significa que ainda não tem cura, mas que pode ser controlada com os medicamentos receitados pelo médico. 

A psoríase é uma doença genética, caracterizada por placas avermelhadas e descamativas na pele, e um dos seus sintomas mais comuns é a coceira no local afetado. A aparência das manchas pode se tornar desagradável, devido ao tamanho exagerado e o desenvolvimento de placas esbranquiçadas que deixa a pele mais 'grossa', afetando mais frequentemente os cotovelos, couro cabeludo e os joelhos.

A psoríase não é uma doença contagiosa e tende a piorar quando o indivíduo se encontra em estado de desequilíbrio emocional como em caso de estresse, excesso de trabalho, tristeza, entre outros. Seu diagnóstico é feito através de uma observação clínica, e pode ser confirmado através de uma biópsia do tecido afetado.

Psoríase tem cura?

Como controlar a Psoríase para viver melhor 

1. Usar os remédios certos 

A melhor forma de viver com psoríase é seguir o tratamento indicado pelo médico, que normalmente é feito com o uso de pomadas que devem ser aplicadas diretamente sob as lesões, todos os dias. As loções e cremes geralmente são à base de alcatrão e coaltar, que diminuem a irritação na pele, e os medicamentos para ingerir são os corticoides, que combatem a inflamação de forma mais prolongada e eficaz. Confira quais podem ser os remédios para psoríase

Outros medicamentos podem agravar as lesões da psoríase, como os à base de lítio, retirada de corticoide sistêmico, beta bloqueadores, antimaláricos e os anti-inflamatórios não esteroides, e por isso todo e qualquer medicamento só deve ser usado sob indicação médica. 

2. Fazer tratamento com peixinhos 

Tratamento com peixe garra-rufa
Tratamento com peixe garra-rufa

Quando a psoríase afeta áreas das mãos ou dos pés, um tratamento alternativo pode ser feito com os peixes garra-rufa, que se alimentam da pele seca e das células mortas. Esse tipo de tratamento pode ser encontrado em clínicas e centros de tratamento estético nas grandes cidades e tem um ótimo efeito nas placas da psoríase. 

3. Cuidar das emoções 

Controlar as emoções, e evitar o stress e a ansiedade também é importante para evitar a piora da psoríase, assim é importante buscar aconselhamento, praticar exercícios regularmente porque isso libera endorfinas na corrente sanguínea e promove o bem-estar. Práticas como a meditação e Yoga também podem ser indicadas. 

4. Se alimentar de forma saudável 

A alimentação saudável também é importante para manutenção do peso ideal, porque assim os níveis de inflamação corporal diminuem. Deve-se consumir bebidas alcoólicas de forma moderada, evitar o excesso de gordura e açúcar. Confira mais dicas: Como a Alimentação ajuda no Tratamento da Psoríase

5. Se expor ao sol 

A exposição solar diária ajuda a controlar as crises de psoríase, e por isso é aconselhado que a pessoa se exponha ao sol, durante cerca de 20 minutos, todos os dias, no início da manhã ou no final da tarde, quando as temperaturas estão mais amenas. Durante este período de banho de sol não se deve usar protetor solar, para não bloquear a ação do sol. 

6. Não fumar 

Evitar fumar também é indicado para prevenir uma nova crise de psoríase porque está comprovado que os fumadores tem maior risco de desenvolver psoríase em placas, crônica.

7. Não agredir a pele 

As áreas das lesões de psoríase são sensíveis e não devem ser submetidas a uma esfoliação forte, porque o corpo pode reagir e agravar a situação. A esfolação pode ser muito suave, com produtos específicos sem esfregar muito a pele. A tatuagem também deve ser evitada porque pode desencadear um novo local de psoríase, e até mesmo os tratamentos para remover uma tatoo.

Dicas para o dia a dia 

Veja algumas dicas do que você pode fazer em casa para combater as lesões no vídeo a seguir:

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar