Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar o excesso de peso na Infância e Adolescência

Para tratar o excesso de peso na infância e na adolescência, além de estimular mudanças em hábitos de vida como alimentação e atividade física, também é importante que os pais sejam pacientes e compreensivos com as alterações de humor e no relacionamento com os filhos durante esse processo.

Crianças e adolescentes, por ainda estarem em fase de crescimento, não devem fazer dietas restritivas e com poucas calorias, sendo necessário o acompanhamento com o médico e com o nutricionista para que a perda de peso não afete o crescimento normal da criança.

Como tratar o excesso de peso na Infância e Adolescência

Como deve ser a dieta

A dieta para crianças e adolescentes perderem peso é baseada nos princípios gerais de alimentação saudável, devendo ser estimulado o consumo de alimentos integrais, frutas, verduras e gorduras do bem, como abacate, castanhas, coco, sementes e azeite.

Um detalhe importante é que, enquanto estiverem em fase de crescimento, crianças e adolescentes não devem fazer dietas restritivas e com baixas calorias, pois isso pode trazer consequências como diminuição do crescimento em altura, atraso menstrual ou falta de menstruação, alterações de humor e piora do desempenho escolar.

Como trocar os industrializados por comida saudável

Uma das maiores dificuldades dos pais é trocar o consumo de alimentos industrializados como biscoitos, hambúrgueres, sorvetes, chocolates e fast foods, por alimentos mais naturais e saudáveis, como frutas, legumes, pão integral e queijos.

Para que este processo seja feito com sucesso, os pais devem ter bastante paciência para introduzir os alimentos saudáveis na dieta do filho. No início, deve-se pedir a criança que ela deixe pelo menos a salada estar no pratinho do almoço ou que ela pelo menos tente colocar a fruta na boca, por exemplo, sem cobrar que ela coma todo aquele alimento que foi oferecido.

Esse processo lento é importante porque a alimentação saudável deve ser uma escolha da criança, e não um motivo de briga ela e os pais. Caso comer fruta seja sempre acompanhado de gritos e promessas de castigo ou de ficar doente, a imagem da salada sempre vai ficar ligada a momentos ruins na vida da criança, e ela irá rejeitar esse tipo de alimento automaticamente. Veja dicas de como fazer seu filho comer.

Como tratar o excesso de peso na Infância e Adolescência

Como deve ser a atividade física

A atividade física deve sempre ser estimulada e varia de acordo com a idade da criança, sendo ideal que ela pratique alguma atividade pelo menos 3 vezes por semana. Até os 5 anos são indicados esportes com movimentos naturais, sem muita dificuldade para a criança praticar, como natação, bicicleta e atletismo.

A partir dos 6 anos, pode-se incluir esportes que exijam mais habilidade e coordenação motora, como futebol, vôlei, basquete e tênis. A partir dos 12 anos, a criança desenvolve equilíbrio, força e destreza, podendo praticar musculação leve, boxe, dança e competições de esportes coletivos.

O exemplo tem que vir de casa

É muito importante que os pais se envolvam no processo de alimentação saudável juntamente com os filhos, pois as crianças se espelham nos pais e tendem a repetir os padrões de casa. Se na despensa da cozinha existe sempre biscoito recheado, salgadinhos, salsicha e chocolate, é isso que a criança irá comer.

Um cuidado redobrado deve ser tido durante as refeições, pois os pais precisam dar o exemplo e comer salada, frutas e alimentos integrais na frente das crianças, para que elas se sintam encorajadas a também provar daquele alimento que a mãe ou pai estão comendo com prazer.

Como tratar o excesso de peso na Infância e Adolescência

Quantos quilos a criança pode perder

Normalmente não existe uma estimativa de quanto a criança pode perder de peso por mês, mas em geral aconselha-se que ela apenas mantenha o peso enquanto cresce em altura, o que ao longo do tempo faz com que ela saia da faixa de excesso de peso ou obesidade e volte ao peso adequado.

Além da manutenção do peso como estratégia, crianças maiores de 5 anos e adolescentes, quando orientados por médico e nutricionista, podem perder cerca de 1 a 2 kg por mês sem prejudicar o seu desenvolvimento normal e sua saúde.

O que comer na escola

Os lanches na escola normalmente são um desafio para os pais, pois é um momento em que seus filhos têm contato com os hábitos alimentares de outras famílias, que nem sempre são tão bons quanto deveriam.

No entanto, conversar com a criança e explicar a importância de cada alimento colocado na sua lancheira é uma estratégia que pode ser utilizada para que ela entenda a necessidade de comer frutas, iogurtes, biscoitos integrais e sanduíches saudáveis.

Assista ao vídeo a seguir e veja 7 dicas de lanches saudáveis para colocar na lancheira do seu filho:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...