Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como evitar o Excesso de Peso na Infância e Adolescência

A prevenção do excesso de peso e da obesidade começa ainda no ventre materno, por isso durante a gravidez a mulher deve dar preferência ao consumo de alimentos com baixo teor de gordura e de açúcar, evitando, por isso, alimentos industrializados durante toda a gravidez.

Depois do nascimento, a mãe deve amamentar o bebê exclusivamente até os 6 meses de vida, mantendo-o no peito por até 2 anos ou mais.

No entanto, quando o bebê começa a se alimentar com outros alimentos que não seja o leite de mãe, é importante que se comece a adotar bons hábitos de alimentação dando preferência ao consumo de frutas, legumes e carnes magras.

A obesidade infantil pode ser causada por herança genética dos pais. Veja os fatores que aumentam as chances de ter um filho com excesso de peso.

Veja as dicas que podem ajudar no vídeo:

Como criar bons hábitos de alimentação

Para criar bons hábitos de alimentação é recomendado:

  • Não comer porcarias
  • Só comer fast food apenas 1 única vez na semana
  • Comer alimentos saudáveis em todas as refeições
  • Aprender a gostar de beber água ao invés de sucos industrializados e refrigerantes

O bebê e a criança que não conhece os sabores do refrigerante, batata frita, hambúrguer, bolachas recheadas e outros alimentos ricos em açúcar e em gordura, tem muito mais facilidade de gostar de todos os legumes, verduras e frutas, que são saudáveis e tem tudo o que eles precisa para crescer forte e saudável.

Mas se a criança já provou todas estas comidas que são tão gostosas na boca, mas que fazem tanto mal à saúde, a melhor estratégia será trocar todos estes alimentos cheios de gordura e açúcar por alimentos menos calóricos. Assim, a criança ou adolescente pode:

  • Começar o dia tomando um café da manhã saudável com: pão integral, uma pequena quantidade de manteiga ou 1 fatia de queijo minas, com 1 copo de suco de frutas natural ou 1 copo de leite;
  • Antes do almoço, poderá comer: 1 iogurte de frutas com 6 bolachas tipo Maria ou maizena, ou 1 fruta amassada ou cortada com flocos de aveia ou 1 fruta com 4 torradas integrais
  • No almoço: 1 colher de servir de arroz, 1/2 concha de feijão, salada à vontade e peito de frango ou 1 posta de peixe cozido ou grelhado e 1 fruta de sobremesa;
  • No lanche da tarde: 1 iogurte natural com 1 pão integral com queijo ou 1 copo de leite com 1 tapioca com queijo ou ovo;
  • No jantar: comer igual ao almoço, mas adicionar feijão, ou comer um sanduíche com patê de frango, alface e tomate ou 2 conchas de sopa;
  • Antes de deitar: 1 copo de leite ou iogurte com 3 bolachas sem recheio ou mingau de aveia.

Dessa forma a criança aprende a comer a cada 3 horas e entende que não pode ficar beliscando o tempo todo, comendo biscoitos recheados e batata frita de pacote o tempo todo.

Alguns pediatras defendem que os pais devem oferecer um alimento a uma criança por até 15 vezes mesmo que ela não goste e, assim, é possível que a criança passe a gostar daquele alimento. Por isso, tudo é uma questão de hábito.

Dar preferência aEvitar
MingausRefrigerante
Leite e iogurteBatata frita
Frutas cozidas ou assadas com canela ou cravo-da-índiaDoces em geral
Água e sucos de fruta naturalFrituras
Macarrão simples com vegetais, legumes cozidos ou carne magraFast food

É aconselhado alimentar a criança de 3 em 3 horas, sempre com alimentos saudáveis. A pratica de atividade física adaptada para a idade é aconselhada. Veja como aumentar a atividade física do seu filho.

O pediatra poderá indicar o tipo de alimentação que e o bebê e a criança podem ter de acordo com o seu peso, idade e desenvolvimento, mas quando chegar a adolecência, talvez ele já queira ir num nutricionista.

O que comer na escola

A alimentação na escola é muito importante e por isso a criança e o adolescente podem levar opções saudáveis, como frutas, e bolachas sem recheio. A disponibilidade de alimentos condiciona a escolha das crianças, por isso, é importante ter opções saudáveis, como fruta, iogurtes e pão e reduzir a disponibilidade de bolos, bolachas, refrigerantes e batatas fritas, por exemplo.

Apesar de todo esforço, pode ser um pouco difícil fazer a criança emagrecer quando toda família está acima do peso e não se alimenta corretamente. Por isso, uma ótima ideia é que todos sigam a mesma onda, e já que alguém precisa emagrecer, toda família precisa mudar os hábitos.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...