Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Plegridy: remédio para esclerose múltipla

O Plegridy é um remédio utilizado no tratamento da esclerose múltipla do tipo surto-remissão, onde os sintomas, como formigamentos, fraqueza e cansaço, surgem durante períodos, sendo seguidos por momentos de recuperação.

Este medicamento contém uma substância ativa, chamada de betapeginterferona, que é capaz de diminuir a ação do sistema imune sobre o sistema nervoso central, impedindo-o de criar inflamação das bainhas nervosas que causa o surgimento dos sintomas.

O Plegridy pode ser comprado nas farmácias convencionais, com apresentação de receita médica, sob a forma de seringas pré-cheias com 63, 94 ou 125 microgramas, que podem ser administradas em casa de acordo com as indicações do médico.

Plegridy: remédio para esclerose múltipla

Preço

O Plegridy ainda não está disponível no Brasil, no entanto, já possui aprovação da Anvisa.

Para que serve

Este medicamento está indicado para o tratamento de adultos com esclerose múltipla do tipo surto-remissão. Embora não seja uma cura para a doença, este remédio ajuda a retardar o surgimento dos sintomas e alivia a sua intensidade.

Como usar

O Plegridy deve ser indicado e utilizado apenas sob orientação de um médico com experiência no tratamento da esclorose múltipla, de forma a adequar as doses e calendário de tratamento.

No entanto, as doses recomendadas de tratamento são:

DoseTempoQuantidade
1ª doseDia 063 mcg
2ª doseDia 1494 mcg
3ª doseDia 28125 mcg

Após as primeiras 3 doses, normalmente é indicado fazer uma nova dose de 125 mcg a cada 14 dias, ou de acordo com as necessidades de cada pessoa.

Cada dose pode ser administrada em casa na pele das regiões da barriga, dos braços ou das coxas, após orientação de um médico ou enfermeiro.

Principais efeitos colaterais

O uso prolongado do Plegridy pode causar o surgimento de efeitos secundários como dores de cabeça, convulsões, náuseas, vômitos, arrepios, dores musculares, urticária no local da injeção, depressão e alterações no exame de sangue.

Quem não deve utilizar

Este remédio não deve ser utilizado por mulher grávidas, pacientes com depressão grave ou por pessoas com alergia a algum dos componentes da fórmula.

Conheça quais as opções de tratamento disponíveis para a esclerose múltipla.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...