Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

O que pode ser diarreia e febre e o que fazer

A diarreia pode ser causada por diversos fatores, porém, quando ocorre acompanhada de febre, pode ser sinal de que a pessoa tem uma virose ou infecção bacteriana ou desencadeou uma reação alérgica a algum medicamento, por exemplo.

Nestes casos, deve-se ir ao médico, que vai avaliar os diferentes sintomas que ocorrem simultaneamente à febre e diarreia, de forma a perceber o que pode estar na origem deste problema, para recomendar o tratamento mais adequado e evitar complicações.

O que pode ser diarreia e febre e o que fazer

1. Reação alérgica a medicamentos

Algumas pessoas podem, em alguns casos, desenvolver reações alérgicas a determinados medicamentos, manifestando sintomas como reações na pele, coceira generalizada, dificuldade para respirar, náusea, vômitos, diarreia e febre, cerca de uma hora após a ingestão do remédio.

O que fazer: o ideal é consultar um médico o mais rápido possível ou mesmo ir à urgência, já que em alguns casos a pessoa pode correr risco de vida. Saiba como evitar a alergia ao remédio e como identificar os sinais mais graves.

2. Virose

A virose ou gastroenterite viral, é uma doença causada por vírus, em que surgem sintomas como diarreia, febre, vômitos, enjoo, falta de apetite, dores musculares e dor de cabeça.

As viroses são mais frequentes em bebês e crianças, mas também podem surgir em adultos, embora seja menos comum. Os sintomas podem ser variados, já que a virose pode ser causada por diversos tipos de vírus, sendo os mais comuns o norovírus e o rotavírus.

O que fazer: durante o tratamento da virose, deve-se ingerir alimentos leves e de fácil digestão, como frutas, legumes e verduras cozidas e carnes magras cozidas. Também é recomendado evitar alimentos muito condimentados, com gordura ou de difícil digestão. Além disso, para evitar a desidratação, deve-se ingerir, no mínimo, a mesma quantidade de soro ou água perdida através dos vômitos e da diarreia. Confira mais dicas sobre como curar a virose mais rápido.

3. Infecção por bactérias

A gastroenterite causada por bactérias como Salmonella sp., Shigella sp., Campylobacter sp. ou Escherichia coli, também pode gerar sintomas como enjoo, vômitos, diarreia, febre e dor no corpo. Quando infectado por uma bactéria mais resistente, o paciente pode ter febre alta e diarreia com sangue.

O que fazer: geralmente, a gastroenterite causada por bactérias melhora em casa, sem ser necessário ir ao hospital para fazer um tratamento específico. No entanto, em pessoas com o sistema imune enfraquecido ou em casos em que a gastroenterite é provocada por uma bactéria mais resistente, pode ser necessário tomar antibiótico ou até ficar internado no hospital para repor os líquidos perdidos.

4. Doença inflamatória intestinal

As doenças inflamatórias intestinais, como Retocolite ulcerativa e doença de Crohn, podem causar sintomas como diarreia, febre, dor abdominal, cansaço, perda de apetite e perda de peso.

O que fazer: o tratamento das doenças inflamatórias intestinais deve ser individualizado para cada pessoa, mas geralmente consiste na administração de analgésicos, anti-inflamatórios, supressores do sistema imune, suplementos nutricionais, antidiarreicos e, em alguns casos, antibióticos ou mesmo cirurgia. Além disso, deve-se fazer uma alimentação adequada ao problema, já que determinados alimentos podem desencadear uma reação inflamatória.

5. Amebíase ou giardíase

A amebíase e a giardíase são infecções causadas por microrganismos chamados protozoários e surgem quando uma pessoa ingere água ou alimentos contaminados, sendo que na maioria das vezes não causam nenhum sintoma específicio, porém quando o sistema imune está enfraquecido ou a pessoa está desnutrida, podem levar ao surgimento de diarreia e febre, além de dor abdominal, perda de peso, perda do apetite e fezes com sangue.

O que fazer: o tratamento destas doenças deve ser indicado por um clínico geral ou pediatra, no caso das crianças, e consiste no uso de antibióticos, como o metronidazol, e antiparasitários, como o albendazol.

Durante o tratamento é importante ingerir alimentos leves e de fácil digestão, tomar soro oral e outros líquidos para evitar desidratação, além de cuidados com a higiene pessoal e com os alimentos. Saiba mais como é feito o tratamento da giardíase.

Bibliografia >

  • S, Dundas ; WTA, Todd. Acute diarrhoea and fever. J R Coll Physicians Edinb. 36. 236-240, 2006
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem