Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode acontecer quando o coração está do lado direito do corpo

Quando a pessoa nasce com o coração do lado direito do corpo, conhecido como dextrocardia, há maiores chances de ter sintomas que dificultam a realização das tarefas diárias e reduzem a qualidade de vida, como falta de ar e cansaço ao caminhar ou subir escadas, por exemplo. Estes sintomas surgem porque nos casos de dextrocardia existem maiores chances de desenvolver malformações como artérias trocadas, paredes cardíacas mal desenvolvidas ou válvulas mais fracas.

Porém, em alguns casos, o fato de o coração se desenvolver do lado direito não implica qualquer tipo de complicação, pois os órgãos podem se desenvolver corretamente e, por isso, não é necessário fazer qualquer tipo de tratamento.

Assim, só é preciso ficar preocupado quando o coração está do lado direito e surgem sintomas que impedem a realização das atividades diárias. Nestes casos, é recomendado ir no pediatra, no caso da criança, ou no cardiologista, no caso do adulto, para avaliar se existe um problema e iniciar o tratamento adequado.

Principais complicações do coração do lado direito do corpo

1. Ventrículo direito com duas saídas

Coração normalCoração normal
1. Ventrículo direito com duas saídas1. Ventrículo direito com duas saídas

Em alguns casos o coração pode se desenvolver com um defeito chamado de ventrículo direito com duas saídas, no qual as duas artérias do coração se ligam ao mesmo ventrículo, ao contrário do coração normal onde cada artéria se liga a um ventrículo.

Nestes casos, o coração também apresenta uma pequena ligação entre os dois ventrículos para permitir a saída do sangue do ventrículo esquerdo que não possui nenhuma saída. Desta forma, o sangue rico em oxigênio se mistura com o sangue que vem do resto do corpo, provocando sintomas como:

  • Cansaço fácil e excessivo;
  • Pele e lábios azulados;
  • Unhas mais grossas;
  • Dificuldade para aumentar de peso e crescer;
  • Falta de ar excessivo.

O tratamento normalmente é feito com cirurgia para corrigir a ligação entre os dois ventrículos e reposicionar a artéria aorta no local correto. Dependendo da gravidade do problema, pode ser necessário fazer várias cirurgias para obter o melhor resultado.

2. Má formação da parede entre os átrios e os ventrículos

Coração normalCoração normal
2. Má formação da parede2. Má formação da parede

A má formação das paredes entre os átrios e os ventrículos acontece quando os átrios não apresentam divisão entre si, assim como os ventrículos, fazendo com que o coração tenha um átrio e um ventrículo grande, em vez de dois. A falta de separação entre cada átrio e ventrículo permite a mistura dos sangue e leva ao aumento da pressão nos pulmões, causando sintomas como:

Cansaço excessivo, mesmo ao fazer atividades simples como andar;

  • Pele pálida ou ligeiramente azulada;
  • Falta de apetite;
  • Respiração rápida;
  • Inchaço das permas e barriga;
  • Pneumonias frequentes.

Normalmente, o tratamento deste problema é feito cerca de 3 a 6 meses após o nascimento com cirurgia para criar uma parede entre os átrios e os ventrículos, mas, dependendo da gravidade do problema, o médico também pode receitar alguns remédios, como anti-hipertensivos e diuréticos, para melhorar os sintomas até que a criança atinja uma idade onde exista menor risco de fazer a cirurgia.

3. Defeito na abertura da artéria do ventrículo direito

Abertura normal da artériaAbertura normal da artéria
3. Defeito na abertura da artéria3. Defeito na abertura da artéria

Em alguns pacientes com coração do lado direito a válvula que se encontra entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar pode se encontrar mal desenvolvida e, por isso, não abre de forma adequada, dificultando a passagem do sangue para os pulmões e impedindo a oxigenação adequada do sangue. Dependendo do grau de malformação da válvula, os sintomas podem incluir:

  • Barriga inchada;
  • Dor no peito;
  • Cansaço excessivo e desmaios;
  • Dificuldade para respirar;
  • Pele arroxeada.

Nos casos em que o problema é leve o tratamento pode não ser necessário, no entanto, quando provoca sintomas constantes e graves pode ser necessário tomar remédios que ajudam o sangue a circular melhor ou fazer cirurgia para substituir a válvula, por exemplo.

4. Artérias trocadas no coração

Coração normalCoração normal
4. Artérias trocadas4. Artérias trocadas

Embora seja uma das malformações cardíacas mais raras, o problema das artérias trocadas no coração pode surgir mais frequentemente em pacientes com coração do lado direito. Este problema faz com que a artéria pulmonar esteja ligada ao ventrículo esquerdo em vez do ventrículo direito, assim como a artéria aorta se encontra ligada ao ventrículo direito. 

Assim, o coração com oxigênio sai do coração e passa diretamente para os pulmões e não passa no resto do corpo, enquanto o sangue sem oxigênio sai do coração e passa diretamente para o corpo sem receber o oxigênio nos pulmões. Desta forma, os principais sintomas surgem logo após o nascimento e incluem:

  • Pele azulada;
  • Muita dificuldade para respirar;
  • Falta de apetite;

Estes sintomas surgem logo após o nascimento e, por isso, é necessário iniciar o tratamento o mais rápido possível com o uso de prostaglandinas que ajudam a manter um pequeno orifício aberto entre os átrios para misturar os sangues, que está presente durante a gestação e que fecha pouco tempo após o parto. Porém, a cirurgia deve ser feita ainda durante a primeira semana de vida para colocar as artérias no local correto.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...