Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que comer para ficar mais inteligente

Para ficar mais inteligente a alimentação deve incluir regularmente alimentos como salmão, frutas cítricas ou sementes de abóbora porque têm nutrientes que melhoram as capacidades do cérebro, como a memória e a concentração, facilitando o processo de aprendizagem. Além disso, evitar comer muita gordura e açúcares também ajuda a manter e melhorar as funções cerebrais porque diminuem a oxidação e o desgaste de todas as células do corpo, inclusive dos neurônios.

Por isso, saber o que comer para ficar mais inteligente é importante, principalmente para quem está passando por um desgaste mental grande como em épocas de muito estresse de cursinho ou vestibular, por exemplo, ou muito trabalho.

Assista a este vídeo e saiba o que e como você pode comer para passar no vestibular ou em um concurso púbico.

Alimentos para ficar mais inteligente

Os alimentos para ficar mais inteligente podem ser:

  • Salmão, sardinha, atum, sementes de linhaça, nozes - porque são ricos em ômega 3, que melhora o desempenho e o funcionamento do cérebro para gravar informações.
  • Morango, cereja, framboesa, pitanga, romã, groselha - que têm flavonoides, que favorecem a circulação do sangue e a comunicação entre as células do cérebro.
  • Sementes de abóbora, amêndoas, avelãs - são excelentes fontes de magnésio, que aumenta a capacidade de aprendizagem e de memória.
  • Laranja, limão, beterraba, tomate - têm antioxidantes de protegem as células do cérebro, facilitando o funcionamento de todas as capacidades do cérebro.
  • Café, colas, guaraná - que são bebidas estimulantes para o sistema nervoso central deixando o cérebro mais alerta e facilitando a concentração e a captação da informação.

Para ficar mais inteligente é necessário comer um desses alimentos a cada refeição, como suco de morango no café da manhã, salmão ao almoço, suco de beterraba à tarde e salada com sementes e frutas secas ao jantar, por exemplo.

Após 3 meses enriquecendo a alimentação com esses alimentos, exercitando o cérebro com jogos de palavras ou fazendo leituras e também praticando atividade física, como caminhar ou correr para melhorar irrigação sanguínea e a chegada de oxigênio e nutrientes no cérebro e melhorarm a memória, é possível aumentar a capacidade do cérebro em qualquer idade.

Deixe seu cérebro sempre em forma fazendo exercício físico para ficar mais inteligente e leia mais detalhes sobre o que comer enquanto estuda e no dia do para o vestibular em: Alimentação para o vestibular.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...