Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que comer durante a escarlatina

Durante a escarlatina deve-se comer alimentos líquidos ou pastosos, como iogurte, sucos naturais ou mingaus, por exemplo, e frutas moles, como mamão ou abacate, porque além de serem mais fáceis de engolir, facilitam a recuperação do paciente que precisa se alimentar para recuperar mais rapidamente desta doença que, embora não seja grave, pode debilitar muito a criança que tem que tomar antibiótico por aproximadamente 10 dias.

Cardápio da dieta para criança com escarlatina

Este é um exemplo de cardápio da dieta para escarlatina com alimentos mais fáceis de comer pelo paciente, durante o processo de cura da escarlatina, especialmente durante os primeiros dias, até que a medicação comece a diminuir os sintomas e o apetite e a capacidade de comer normalmente voltem ao normal.

  • Café da manhã - vitamina de banana;
  • Colação - gelatina com iogurte;
  • Almoço - purê de batata com carne moída e molho de tomate. Para sobremesa, maçã cozida com canela;
  • Lanche - pudim ou flan;
  • Jantar - creme de abóbora;
  • Ceia - mingau de aveia.

Quando o medicamento começar a fazer efeito a alimentação pode voltar à consistência normal, de acordo com os desejos e preferencias do paciente. Entretanto, um dos efeitos colaterais do tratamento pode ser a diarreia e, neste caso, é importante hidratar bem a criança, porque no final do tratamento a diarreia, normalmente, passa.

Veja também como é feito o tratamento da escarlatina com medicamentos em: Tratamento para escarlatina.

Como a alimentação ajuda no tratamento da escarlatina

Embora a escarlatina não seja uma doença grave, é importante não permitir que a criança perca muito peso durante o processo de cura, para não fragilizar o sistema imune. Por isso, é importante oferecer alimentos que ela goste e na consistência correta para que consiga engolir sem incômodo, de forma que o coma mais, facilitando a recuperação.

Desta forma, oferecer alimentos líquidos ou de consistência mole permitem que o paciente com escarlatina, que geralmente é criança ou adolescente, consiga engolir mais facilmente e se alimentar com menos dor, pois na escarlatina, a dor na garganta e na língua são dois dos principais desconfortos que tiram o apetite e o deixam mais fracos.

Além disso, a hidratação ajuda a baixar a febre e diminuir o mal-estar da criança. Por isso, é importante dar a ela sempre bastante água, chá açucarado, gelatina, sopa e suco de laranja durante todo o tratamento medicamentoso orientado pelo médico, que deve durar cerca de 7 a 10 dias para acelerar a recuperação.

Após 2 dias do início do tratamento com antibiótico é possível que os sintomas da escarlatina comecem a diminuir, especialmente a dor na garganta e, por isso, a alimentação deve estar de acordo com a aceitação do paciente e, assim, quando o paciente conseguir comer alimentos mais duros é importante deixá-lo comer, mas o tratamento médico deve ser mantido até o fim, segundo orientação médica.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...