Niclosamida: para que serve e como usar

Agosto 2021

A niclosamida, comercialmente conhecida como Atenase, é um remédio antiparasitário e anti-helmíntico utilizado no tratamento de vermes intestinais, principalmente para combater a teníase, popularmente conhecida como solitária, e a himenolepíase.

Esse medicamento pode ser encontrado em farmácias na forma de comprimido e deve ser usado de acordo com a orientação do médico, já que a dose varia de acordo com a idade da pessoa e parasita a ser combatido. Em alguns casos, a dose de Niclosamida deve ser repetida 1 a 2 semanas após a primeira ingestão do medicamento para que seja possível garantir o resultado.

Niclosamida: para que serve e como usar

Para que serve

A niclosamida está indicada para o tratamento da teníase, provocada por Taenia solium ou Taenia saginata, e da himenolepíase, causada por Hymenolepis nana ou Hymenolepis diminuta.

Modo de uso da niclosamida

O modo de uso da niclosamida varia de acordo com a idade e infecção a ser tratada, sendo as orientações gerais:

IdadeTeníaseHimenolepíase
Adultos e crianças com mais de 8 anos4 comprimidos em dose única2 comprimidos por dia por 6 dias
Crianças entre 2 e 8 anos2 comprimidos em dose única1 comprimido por dia por 6 dias
Crianças com menos de 2 anos 1 comprimido em dose únicaNão é indicado

Antes de iniciar o uso desse medicamento é indicado que o pediatra ou clínico geral seja consultado para que sejam feitos exames que permitam identificar o parasita responsável pela infecção e avaliar se a niclosamida é o medicamento mais indicado, podendo ser recomendado o uso de outros medicamentos antiparasitários. Em alguns casos, o médico pode também indicar que após algumas horas da administração da niclosamida, a pessoa faça uso de laxante para favorecer o movimento intestinal e promover a eliminação do verme. Veja mais detalhes do tratamento para vermes.

Efeitos colaterais

A niclosamida é um medicamento bem tolerado, no entanto é comum que durante o tratamento com esse medicamento surjam sinais e sintomas de alterações gastrointestinais, como dor abdominal, náuseas, vômitos e diarreia, além de também poder causar dor de cabeça e sabor amargo na boca.

Quando não é indicada

A niclosamida está contraindicada para pacientes com hipersensibilidade a qualquer dos componentes da fórmula, além de não ser recomendada para mulheres com gravidez de risco e em fase de lactação e para pessoas com insuficiência hepática e/ou renal.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: