O que você precisa saber?

O que você precisa saber sobre o Mosquito Transgênico

O Aedes Aegypti transgênico chamado popularmente de 'mosquito do bem' é um mosquito macho geneticamente modificado que é capaz de copular com a fêmea, mas que produz ovos inviáveis e por isso sua prole não chega à vida adulta, reduzindo assim a sua população numa determinada região.

Os ovos ainda são capazes de se transformar em larva, mas estas morrem ainda nessa fase e por isso não se transformam em pupa, nem em mosquitos adultos. Com isso, a quantidade de mosquitos numa determinada região diminui drasticamente, e consequentemente o número de casos de doenças que são transmitidas pela picada desses mosquitos.

O que você precisa saber sobre o Mosquito Transgênico

Algumas dúvidas comuns em relação ao mosquito OX513A são respondidas a seguir.

1. O que é um mosquito transgênico?

Um mosquito transgênico é aquele que é geneticamente modificado em laboratório para um devido fim. Nesse caso o mosquito transgênico OX513A foi criado para combater as arboviroses Dengue, Zika e Chikungunya, que são as doenças por ele transmitidas.

Esse mosquito foi criado num laboratório de pesquisas chamado Oxitec, em Oxford na Inglaterra e já foi testado em diversos países, inclusive no Brasil, na cidade de Piracicaba em São Paulo, mas ainda não foi devidamente regulamentado para que possa ser usado no controle do Aedes em território nacional.

2. O mosquito transgênico é seguro?

O mosquito do bem é aparentemente seguro, porque foi criado em laboratório e as modificações que houveram em seus genes foram a colocação de uma cor vermelha para que ele pudesse ser identificado em laboratório e a colocação do RIDL, uma sigla em inglês que significa Liberação de Insetos que Carregam o Gene Letal Dominante) que torna sua prole incapaz de chegar à vida adulta. 

Assim, o mosquito transgênico continua tendo todas as outras características naturais, se alimenta normalmente com seivas de plantas e frutos, como acontece naturalmente e não pica o ser humano, porque somente as fêmeas é que picam para a maturação de seus ovos. 

3. O mosquito transgênico transmite doenças?

O mosquito geneticamente modificado não é capaz de transmitir nenhuma doença e por isso ele não transmite a Dengue, a Zika, nem Chikungunya porque estas doenças são causadas por um vírus que não foi adicionado ao OX513A, mas que já se encontravam na natureza.

4. O mosquito transgênico vai acabar com a dengue?

O objetivo da criação do Aedes transgênico é o controle de doenças como a Dengue, Zika e Chikungunya, porque todas elas são causadas pela picada do mesmo mosquito, o Aedes Aegypti. Acredita-se que ao soltar o Aedes Transgênico em determinados locais a população de Aedes irá reduzir completamente.

5. Que impacto terá no meio ambiente?

O mosquito geneticamente modificado poderá ser capaz de erradicar o Aedes Aegypti em diversos locais do mundo, e poderá, dentro de alguns anos, levar até mesmo à sua extinção completa. Os mosquitos servem de alimentos para animais como aranhas, sapos, rãs, camaleão e tamanduá mas estes animais poderão continuar se alimentando de outros mosquitos como o Culex quinquefasciatus que é o pernilongo, também conhecido no Brasil, e que pica, mas que não transmite doenças. E por isso, aparentemente, a erradicação do Aedes Aegypti não irá prejudicar a natureza, nem as cadeias alimentares.

6. Porque o mosquito transgênico ainda não é usado? 

Para que o mosquito Aedes transgênico possa ser usado para o controle da Dengue, Zika e Chikungunya é preciso que ele seja devidamente regulamentado e liberado pela Anvisa, Ibama e CTNBio (Comissão Técnica Nacional de Biossegurança) que são os órgãos responsáveis pela segurança eficácia do método no Brasil.

Uma das dificuldades da aprovação desse projeto é que ele não é 100% eficaz e cerca de 4% dos mosquitos, apesar de serem crias de mosquitos geneticamente modificados chegam a vida adulta e ainda não se sabe o impacto que estes poderão ter na natureza e na vida humana. Além disso, existem questões que ainda não estão sendo devidamente esclarecidas por este laboratório como os resultados de estudos por ele realizados, que podem indicar falhas no método.

Assim, até o momento, a melhor forma de combater o mosquito da dengue é condicionando sua reprodução, eliminando todos os focos de água parada para que a fêmea não tenha onde colocar seus ovos, diminuindo assim a quantidade de mosquitos no Brasil. Veja o que você pode fazer para eliminar o mosquito da dengue.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...