Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Lúpus Eritematoso

Lúpus eritematoso é uma doença auto-imune, causada pela produção de anticorpos contra o próprio organismo. Essa auto-agressão provoca lesões nos diferentes tecidos do corpo humano, cuja gravidade depende do órgão atacado. Esse defeito genético se deve a um conjunto de genes, e como a herança provém metade de cada um dos pais, ela não passa na sua integridade aos filhos. Mesmo assim, os descendentes dos portadores do lúpus podem ter alguns sinais clínicos da doença ou apresentar outro tipo de doença auto-imune.

Ocorre principalmente em mulheres, sendo mais frequente na puberdade, quando existe mudança nos níveis hormonais. Não é uma doença contagiosa, infecciosa ou maligna, e é caracterizada por períodos de crise, que podem durar semanas, meses ou anos, intercalados por períodos sem qualquer tipo de sintomas. Algumas pessoas nunca desenvolvem complicações severas.

O que é Lúpus Eritematoso

Lúpus eritematoso discóide

Lúpus eritematoso discóide, também chamado de lúpus eritematoso cutâneo crônico, ocorre principalmente na face, mas também aparece em outras áreas expostas ao sol e até no couro cabeludo. Elas começam como manchas vermelhas, com descamação, em geral sem sintomas locais, que crescem lentamente, ficando o seu centro com aspecto de cicatriz e apresentando mudança de cor para marrom ou branca. Há aparecimento de novas lesões ou piora das já existentes com a exposição ao sol. Quando atacam o couro cabeludo, podem resultar em áreas com cicatrizes e consequente perda permanente de cabelos.

Lúpus eritematoso disseminado

Lúpus eritematoso disseminado ou lúpus eritematoso sistêmico é uma doença auto-imune, que pode passar anos sem se manifestar. Possui causa desconhecida, havendo a suspeita que fatores genéticos possam estar envolvidos. O portador da doença apresenta lesões cutâneas características, cansaço, dores nas articulações e inchaços. Ainda não existe cura para o lúpus eritematoso disseminado, apesar dos diversos estudos clínicos que foram e estão sendo realizados mundialmente.

Tratamento para lúpus eritematoso

O tratamento para lúpus eritematoso depende do tipo de sintoma apresentado. Pode ser só local, na pele, ou geral, com medicamentos que podem ser anti-inflamatórios não esteróides,como o ibuprofeno, passando por corticoides e  por drogas imunossupressoras que inibem a resposta imunológica por via oral ou endovenosa, até transplante de órgãos e medula.

Confira no vídeo a seguir alguns anti-inflamatórios naturais que você pode consumir diariamente para manter essa inflamação devidamente controlada, diminuindo os sintomas do lúpus:

Orienta-se também o uso de protetor solar. Tudo vai depender do comportamento agressivo e da não resposta aos métodos convencionais. É importante salientar que os métodos de tratamento atuais e os avanços alcançados nas pesquisas têm permitido uma melhora significativa na qualidade de vida dessas pessoas.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...