Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Litíase urinária

A litíase urinária, conhecida popularmente como pedra nos rins, é causada pelo aparecimento de cálculos no aparelho urinário que podem impedir a passagem de urina e causar muita dor.

Os cálculos urinários são pequenos cristais que se formam devido ao aumento da concentração de certas substâncias como cálcio, ácido úrico, fosfato ou oxalato na urina. Eles podem não causar qualquer sintoma ou provocar complicações graves como cólica renal ou insuficiência renal.

A litíase urinária ocorre mais em homens do que em mulheres, atingindo mais o rim e a uretra. A doença pode ser causada devido a problemas genéticos, metabólicos, ingestão de poucos líquidos, sedentarismo e má alimentação.

Sintomas da litíase urinária

Os sintomas da litíase urinária podem ser:

  • Forte dor na barriga, lateral das costas, na virilha ou até testículos;
  • Urina mais escura que o normal,
  • Sangue na urina;
  • Calafrios;
  • Febre;
  • Náuseas;
  • Vômitos;

Em muitos casos os cálculos renais permanecem sem sintomas durante muito tempo, sendo apenas sentidos os primeiros sinais quando eles se desprendem dos rins ou ureteres, causando dor. Na presença destes sintomas e sinais, o indivíduo deve consultar o médico urologista o mais rápido possível.

Tratamento da litíase urinária

O tratamento da litíase urinária normalmente inclui a toma de analgésicos para alívio da dor,remoção dos cálculos através de uma cirurgia e prevenção da formação de novos cálculos.

Para eliminação do cálculo renal o paciente deve beber bastante água para produzir uma grande quantidade de urina e facilitar a sua saída, e alguns remédios como alopurinol, antibióticos,diuréticos ou bicarbonato de sódio também podem ser indicados para ajudar na retirada das pedras nos rins.

Alguns ótimos tratamentos naturais para pedra nos rins são o chá de quebra-pedra, folhas de amoreira preta e o suco de melancia.

A cirurgia é indicada quando os tratamentos anteriores não foram eficazes.

A prevenção da litíase urinária inclui o aumento da ingestão de líquidos; diminuição do consumo de carnes, leite e derivados, sal e leguminosas como espinafres, feijão ou batata doce.

Existem casos em que os cálculos renais, mesmo após extração, podem voltar a surgir provocando litíase urinaria recidivante.

Litíase urinária na gravidez

A litíase urinária na gravidez é rara, mas frequentemente está associada a infecção urinária.

Durante a gravidez ocorrem alterações anatômicas e funcionais do trato urinário que podem aumentar o rico de pedras nos rins, mas existem sistemas de compensação no organismo como aumento do pH urinário e aumento da micção que diminuem o risco de formação destes cálculos.

Os sinais e sintomas são semelhantes aos observados em mulheres não-grávidas e podem ser dor lombar, dor abdominal, náuseas, vômitos, dor ao urinar e febre.

O repouso, hidratação e o controle da dor constituem o tratamento inicial pois a toma de medicamentos deve ser evitada, pois podem prejudicar o bebê. 

Litíase urinária na infância

A litíase urinária na infância está frequentemente associada a distúrbios metabólicos, anomalias do trato urinário, dieta ou infecção urinária e os sinais e sintomas apresentados nas crianças são iguais ao verificados em adultos. O tratamento da litíase infantil consiste no aumento da ingestão de água, alterações na dieta e utilização de medicamentos que facilitem a excreção dos cálculos. Em casos mais graves de obstrução urinária é necessário recorrer a cirurgia.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...