Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Victoza - Remédio para Diabetes tipo 2

O Victoza é um medicamento em forma de injeção, que tem na sua composição liraglutida, indicada para o tratamento da diabetes mellitus tipo 2, podendo ser usada em combinação com outros remédios para a diabetes.

Quando o Victoza entra na corrente sanguínea, além de controlar os níveis de açúcar no sangue, promove também a saciedade num período de 24 horas, fazendo com que o indivíduo tenha uma redução de 40% da quantidade de calorias diariamente ingeridas e, por isso, este medicamento também pode ser usado para emagrecer, mas com cautela e só se for recomendado pelo médico.

Este remédio pode ser comprado numa farmácia por um preço de cerca de 200 reais, mediante apresentação de receita médica.

Victoza - Remédio para Diabetes tipo 2

Para que serve

Este medicamento é indicado para o tratamento contínuo da Diabetes Mellitus tipo 2 em adultos, em combinação com outros hipoglicemiantes orais, como a Metformina e/ou insulina, quando estes remédios, associados a uma dieta equilibrada e à prática de exercício físico, não foram suficientes para alcançar os resultados desejados.

Como usar

A dose recomendada é de 1 injeção de Victoza por dia, durante o tempo indicado pelo médico. A dose inicial da injeção subcutânea que pode ser aplicada no abdomen, coxas ou braço, é de 0,6 mg por dia na primeira semana, que deve ser aumentada para 1,2 ou 1,8 mg após avaliação médica.

Depois de abrir a embalagem, o medicamento deve ser mantido na geladeira. Preferencialmente, a injeção deve ser aplicada por um enfermeiro ou farmacêutico, mas também é possível aplicar esta injeção em casa. Basta retirar as tampas de proteção da agulha, virar o marcador na dose diária marcada na própria embalagem do medicamento e girar o marcador na quantidade indicada pelo médico.

Após estes cuidados, recomenda-se molhar um pedacinho de algodão em álcool e passar na área em que será aplicado o medicamento para desinfetar a região e só então aplicar a injeção. As instruções de aplicação podem ser consultadas na bula do medicamento.

Quem não deve usar

O Victoza não deve ser usado por pessoas que tenham hipersensibilidade a qualquer um dos componentes presentes na fórmula, pessoas com menos de 18 anos, gestantes, mulheres que amamentam, pacientes em tratamento para o câncer ou com comprometimento renal ou do sistema digestivo.

Além disso, também não deve ser utilizado por pacientes diabéticos tipo 1 ou para o tratamento da cetoacidose diabética.

Efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o tratamento com Victoza são distúrbios gastrintestinais, como náusea, diarreia, vômito, prisão de ventre, dor abdominal e má digestão, dor de cabeça, diminuição do apetite e hipoglicemia.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar