Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Contato com Inseticida DDT pode causar câncer e infertilidade

O inseticida DDT é forte e eficaz contra o mosquito da malária, mas também pode causar danos à saúde, quando entra em contato com a pele ou é inalado pelo ar, durante a pulverização e por isso quem habita em locais onde a malária é frequente e esse inseticida é utilizado deve evitar ficar dentro de casa no dia em que a casa é tratada, e evitar tocar nas paredes que normalmente ficam esbranquiçadas por causa do veneno.

O que fazer em caso de suspeita de contaminação

Em caso de suspeita de contaminação deve-se ir ao médico indicando o que aconteceu e os sintomas que apresenta. O médico poderá solicitar exames para identificar se houve contaminação, qual a sua gravidade e os remédios necessários para controlar os sintomas, diminuindo o risco de complicações.

Apesar do uso do DDT ter sido proibido no Brasil em 2009 este inseticida ainda é utilizado no combate à malária na Ásia e na África porque estas são regiões onde há casos constantes de malária, sendo de difícil controle. O DDT também foi proibido nos Estados Unidos porque foi descoberto que é um produto tóxico que pode permanecer no solo por mais de 20 anos, contaminando o meio ambiente.

Contato com Inseticida DDT pode causar câncer e infertilidade

O DDT é pulverizado nas paredes e tetos dentro e fora das casas e qualquer inseto que esteja em contato com ele morre imediatamente e deve ser queimado para que não seja ingerido por outros animais maiores que também poderão morrer envenenados.

Sintomas de intoxicação pelo inseticida DDT

​Inicialmente o DDT afeta o sistema respiratório e a pele, mas em altas doses pode afetar o nervoso periférico e causar intoxicação no fígado e nos rins. Os primeiros sintomas de intoxicação pelo inseticida DDT incluem:

  • Dor de cabeça;
  • Vermelhidão nos olhos;
  • Coceira na pele;
  • Manchas no corpo;
  • Enjôo;
  • Diarreia;
  • Sangramento pelo nariz e
  • Dor de garganta.

Após meses de contaminação o pesticida DDT ainda pode deixar sintomas como:

  • Asma;
  • Dor nas articulações;
  • Dormência nas regiões do corpo que estiveram em contato com o inseticida;
  • Tremedeira;
  • Convulsões;
  • Problemas nos rins.

Além disso, o contato com o DDT desregula a produção de estrogênio, diminuindo a fertilidade e aumentando o risco de diabetes tipo 2 e a probabilidade de câncer de mama, fígado e tireoide.

A exposição ao DDT durante a gravidez aumenta o risco de aborto e de atraso no desenvolvimento infantil porque a substância passa pela placenta chegando até o bebê e também encontra-se presente no leite materno.

Como tratar a intoxicação pelo DDT

Os remédios que podem ser utilizados variam porque depende de como a pessoa foi exposta ao inseticida. Enquanto algumas pessoas apresentam somente sintomas relacionados à alergia como coceira e vermelhidão nos olhos e na pele, que podem ser controlados com remédios anti-alérgicos, outras podem apresentar sintomas mais graves de falta de ar, apresentando asma. Neste caso os remédios para controle da asma são indicados. Já quem já esteve exposto ao inseticida muitas vezes pode apresentar dores nos músculos e articulações que podem ser aliviadas com analgésicos.

Dependendo do tipo de complicação o tratamento pode durar meses, anos ou até mesmo pode ser preciso tratar durante toda a vida.

Veja algumas estratégias naturais para afastar os mosquitos:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...