Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Entenda a doença que não deixa esquecer nada

A hipermnésia, também conhecida como síndrome da memória autobiográfica altamente superior, é um síndrome rara, sendo que as pessoas portadoras já nascem com ela, e não se esquecem de quase nada ao longo da sua vida, inclusive detalhes, como nomes, datas, paisagens e rostos.Para confirmar esta síndrome, é necessária a realização de testes da cognição e da memória, inclusive com diversas perguntas de acontecimentos passados.

Pessoas com esse tipo de memória consegue relembrar eventos passados, sendo que as recordações são extremamente duradouras, com nitidez e vivacidade. O que acontece é que, os portadores desta condição rara têm um maior desenvolvimento da área da memória no cérebro.

Entenda a doença que não deixa esquecer nada

A habilidade de recordar eventos é uma importante área da cognição, que permite um melhor raciocínio e a interação entre as pessoas, entretanto a capacidade de esquecer de fatos antigos ou sem importância também é essencial para que o cérebro consiga focar em fatos mais importantes, causando menor desgaste. 

Principais características 

São sintomas da hipermnésia:

  • Recordar fatos desde recém nascido, com bastante vivacidade e exatidão;
  • Ter lembranças de forma compulsiva e desnecessária;
  • Facilidade para recordar datas, nomes, números e recriar paisagens ou caminhos, mesmo que vistos somente uma vez na vida.

Assim, a pessoa com esta síndrome têm aumento da capacidade de recordar fatos do passado ou do presente, podendo recordar com perfeição fatos de vários anos atrás e, geralmente, gastam muito tempo pensando no passado.

Além disto, maioria dos portadores desta síndrome consegue lidar bem com esta situação, mas alguns a consideram excessivamente cansativa e incontrolável. 

Como confirmar

A hipermnésia é um síndrome muito rara, e para ser diagnosticada, uma equipe composta por neurologista e psicólogo realiza testes da capacidade de raciocínio e memória, inclusive com questionários que avaliam a recordação de acontecimentos pessoais ou públicos ocorridos nos últimos 20 anos, como eleições, competições ou acidentes, por exemplo. 

Também pode ser necessária a observação dos sintomas e a realização de testes cognitivos, como o teste neuropsicológico, que analisa todos os tipos de memória, inclusive a autobiográfica.

Além disto, há relatos de hipermnésia em pessoas em surto de psicose, mas é uma alteração passageira, não sendo permanente como acontece na síndrome, e deve ser tratada pelo psiquiatra. 

Tratamento

A pessoa com hipermnésia deve aprender a lidar com o excesso de recordações, o que pode causar muita ansiedade e dificuldade de adaptação. Assim, é orientado que seja feito um acompanhamento com um psicólogo, para que as suas habilidades sejam desenvolvidas e orientadas, de forma que sejam bem adaptadas ao cotidiano da pessoa.

Também é recomendado que estas pessoas não se exponham a situações muito traumáticas, para que não estejam susceptíveis a reviver estas situações a todo o momento.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...