Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Grávida Diabética

Toda grávida diabética deverá controlar diariamente sua glicemia para diminuir o risco do bebê sofrer mal formações durante a gestação e não vir a desenvolver diabetes tipo 2 no futuro.

Tratamento para diabetes na gravidez

O tratamento para diabetes na gravidez deve ser muito rigoroso, e por isso é importante que a mulher saiba verificar sua taxa de glicemia diariamente e saiba o que pode e o que não pode comer para evitar a hipoglicemia e a hiperglicemia, que podem trazer consequências negativas para ela e para o bebê. O endocrinologista poderá esclarecer pessoalmente todas as dúvidas em relação ao tratamento da diabetes durante a gravidez e a prevenção de complicações.

Durante a gravidez a mulher diabética deve ser vista pelo médico a cada 15 dias, realizar a prova da insulina 4 vezes ao dia, fazer o exame da curva glicêmica a cada mês e o exame do fundo do olho a cada 3 meses, além das ultrassonografias normais da gravidez. Ao seguir a risca o tratamento da diabetes, a mulher terá uma gravidez normal, sem complicações e as chances do bebê desenvolver a diabetes tipo 2 na vida adulta será muito menor.

Parto da grávida diabética

Na hora de decidir se o parto será normal ou cesárea, o ideal é ouvir a opinião do obstetra. Ele poderá indicar a cesárea para evitar o sofrimento do bebê, mas se a gravidez tiver corrido bem e a mulher quiser, poderá realizar um parto normal. Atentar sempre para o risco de morte súbita nos fetos de mães diabéticas perto dos 9 meses. A partir dos 8 meses de gestação, as consultas semanais ao pré-natal são ideais.

Os bebês filhos de mulheres diabéticas, logo ao nascer poderão ir para a UTI Neonatal por pelo menos de 6 a 12 horas, pois pode desenvolver um quadro de hipoglicemia e precisa ser vigiado pelos médicos.

Para prevenir qualquer problema relacionado à diabetes é recomendado que os cuidados sejam tomados mesmo antes de engravidar. O ideal é que a mulher diabética tenha um controle rigoroso sobre a sua glicemia cerca de 6 meses antes de começar a engravidar. Assim o médico pode também investigar se existe alguma complicação da diabetes como a retinopatia e alterações renais, que devem ser tratadas antes da gravidez.

Links úteis:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...