Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Glitisol

Glitisol é um medicamento antibacteriano que tem como substância ativa o Tiafenicol.

Esse medicamento de uso oral é indicado para o tratamento de donovanose, meningite e febre tifóide. O Glitisol altera o mecanismo de ação das bactérias, deixando-as fracas e eliminando-as do organismo.

Indicações do Glitisol

Cervicovaginite; doença inflamatória pélvica; febre tifóide; meningite; donovanose; linfogranuluma venéreo; uretrite; vulvovaginite; brucelose; infecções respiratórias; vaginose bacteriana.

Efeitos colaterais do Glitisol

Diarréia; pirose; náusea; vômito; falta de apetite; dor de cabeça; distensão abdominal; coloração cinzenta na pele; hipotermia.

Contraindicações do Glitisol

3 primeiros meses de gravidez; mulheres em fase de lactação; indivíduos com anúria (parada total da urina); histórico de insuficiência do fígado.

Modo de uso do Glitisol

Uso oral

Adultos

  • Infecção bacteriana: Administrar 500 mg de Glitisol a cada 8 horas. Não ultrapassar 3g por dia.

Uretrite gonocócica aguda

  • Homem: Administrar 2,5g de Glitisol, em dose única após a refeição. Se após 48 h a secreção persistir a dose deverá ser repetida.
  • Mulher: Administrar 2,5 g de Glitisol em dose única diária, durante 2 dias.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem